Educa

Fortaleza de São José concorre a título de patrimônio da humanidade

Foto: Gilmar Nascimento/Agência Amapá
A candidatura oficial da Fortaleza de São José a patrimônio da humanidade foi anunciada no domingo,17, durante a abertura da 13ª Semana de Museus.O Museu Fortaleza de São José de Macapá poderá fazer parte do Patrimônio Cultural da Humanidade, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco). A candidatura oficial foi anunciada no domingo, 17, durante a abertura da 13ª Semana de Museus.

Por intermédio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) do Estado, o Ministério da Cultura incluiu a Fortaleza de São José junto a outros bens culturais na Lista Indicativa Brasileira do Patrimônio Mundial, em 2015, que disputará com diversas fortificações brasileiras.

Foto: Gilmar Nascimento/Agência Amapá
A Fortaleza de São José será avaliada por uma comissão da Unesco, serão observadas as condições de conservação e o reconhecimento social do bem junto à sociedade.O conjunto de fortificações do Brasil apresenta-se como um testemunho material produzido entre diferentes culturas. As construções eram feitas com o objetivo de garantir a posse e a segurança dos novos territórios.

Segundo a superintendente do Iphan no Amapá, Juliana Morilhas, uma comissão realizará uma visita a todos os patrimônios, onde serão avaliadas as condições de conservação e o reconhecimento social do bem junto à sociedade. Esse processo deverá ocorrer ao longo do ano e ainda não há previsão de anúncio da fortificação escolhida.

A superintendente acredita que não haverá nenhum questionamento sobre a importância cultural do espaço amapaense, considerando que a Fortaleza é um bem preservado e o Iphan, junto ao Governo do Estado do Amapá, tem trabalhado um alinhamento para ações de manutenção e conservação.

Foto: Gilmar Nascimento/Agência Amapá
O Governo do Amapá iniciou neste ano um processo de revitalização da Fortaleza para preservar o bem e atrair mais visitantes.“O selo de patrimônio cultural da Unesco traz um benefício direto, de reconhecimento mundial, que não é pouco. Indiretamente, isso abre possibilidades econômicas não só para Fortaleza como para o próprio Estado. Um chamariz para turistas de dentro e, sobretudo, de fora do Brasil. Abre, inclusive, possibilidades de iniciativas a serem trabalhadas junto à iniciativa privada”, expõe.

O gerente do Museu Fortaleza São José de Macapá, Valdecir Sampaio Bonfim, lembra que o Governo do Amapá iniciou neste ano um processo de revitalização do espaço. “Essa gestão encontrou a Fortaleza em um estado de abandono total. Foi realizada uma grande articulação com o objetivo de dar vida nova ao bem”.

O local já recebeu nova pintura, placas de identificações e acesso ao trapiche. “Ainda temos muito a fazer, inclusive, no processo de restauração, incluindo a parte estrutural das muralhas”, destaca.

Semana do Museu

Foto: Gilmar Nascimento/Agência Amapá
A 13ª Semana de Museus acontece simultaneamente em todo o mundo, incluindo o Estado do Amapá.

O tema da 13ª Semana de Museus é “Museu para uma sociedade sustentável” e será realizada entre os dias 18 e 24. A proposta é chamar a comunidade para refletir, discutir e trocar experiências sobre o tema sugerido pelo Conselho Internacional de Museus (Icom) por meio de seminários, palestras, exposições, oficinas, espetáculos, mesas-redondas, visitas guiadas, exibições de filmes, entre outras atividades.


Segundo Disney, o objetivo é mostrar ao público os museus do Estado e preservar a cultura.Conforme o secretário de Cultura, Disney Silva, a organização do evento, no Amapá, está ocorrendo há mais de um mês entre as secretarias de Estado de Cultura, Turismo e do Instituto de Estudos e Pesquisas Científicas do Estado do Amapá (Ipea). “Nosso intuito é mostrar para o público os nossos museus. As visitas ainda são mínimas, precisamos mostrar o que temos para o público. O Estado possui sete museus e eles precisam ser visitados, porque a história do povo está lá dentro”, destaca.

As programações ocorrerão entre os museus Fortaleza de São José de Macapá, Joaquim Caetano da Silva, da Imagem e do Som, da Base Aérea, de Arqueologia e Etnologia, Sacaca e Kuahi.

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: