Educa

Estudo alerta: espécies de árvores da Amazônia podem ser extintas

O estudo foi realizado por pesquisadores de 21 países.

Mais da metade das espécies de árvores da Amazônia está sob ameaça. É o que revela um estudo realizado por 158 pesquisadores de 21 países. De acordo com a publicação, de 36% a 57% das 15 mil espécies arbóreas existentes na Amazônia podem ser extintas até 2050 em função do desmatamento e do uso indevido das terras.

O estudo, que em português tem o título “15 mil espécies de árvores amazônicas globalmente ameaçadas”, foi publicado no dia 20 de novembro, na revista Science Advances. De acordo com o pesquisador do Instituto de Pesquisas do Amapá (IEPA), Marcelo  Carim, um dos autores da publicação, esse estudo é uma consequência do trabalho desenvolvido pelo mesmo grupo de pesquisadores em 2013.

Segundo Marcelo Carim, na ocasião, eles mapearam as dominâncias de determinadas espécies de árvores na região Amazônica. Os autores do estudo alertam que a construção de barragens, a mineração e as queimadas intensificadas pelo aquecimento global são grandes ameaças para as espécies. Por outro lado, a pesquisa sugere que áreas protegidas, como parques, reservas ambientais e terras indígenas, se bem gerenciados, podem trazer grandes benefícios para biodiversidade, conforme explica Marcelo Carim.

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: