AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

PEC 215: indígenas interrompem competições dos Jogos Indígenas em protesto

Durante a prova de corrida de 100 metros dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, em Palmas, no Tocantins, manifestantes ocuparam a Arena principal. Oprotesto foi contra a PEC 215. Os jogos que ocorreriam depois foram cancelados.

Cerca de 100 pessoas, a maioria, indígenas, entraram na Arena contra a PEC 215, que foi aprovada em comissão especial na Câmara dos Deputados. Indígenas que competiam e parte da plateia aderiram ao protesto, que terminou com cerca de 200 pessoas. A ministra da Agricultura, Kátia Abreu, que é do Tocantins, também virou alvo da manifestação.

Jogos Mundiais dos Povos Indígenas: confira cobertura especial

O líder Jeremias Xavante, do Mato Grosso, conclamou os indígenas a irem a Brasília contra a PEC 215.

Depois, Narúbia Werreria, da etnia karajá, do Tocantins, defendeu que a PEC é inconstitucional e retira direitos indígenas.

A Proposta de Emenda a Constituição 215 transfere do Executivo para o Congresso Nacional a última palavra das demarcações de terras indígenas. Para os indígenas, a maioria do Congresso é ruralista ou ligada ao agronegócio, o que na prática, segundo eles, inviabilizaria as demarcações no Brasil.

Confira ainda no Repórter Amazônia desta quarta-feira (28): justiça cobra plano de limpeza de áreas atingidas por desastre ambiental em Barcarena, no Pará; novos remédios contra a Hepatite C começam a ser entregues no Acre. E ainda: mais de 80 mil pessoas já passaram pela Feira Internacional de Artesanato dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas em Palmas, no Tocantins.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: