Cantor Adonay Brasil ganha reality show musical e prêmio de R$ 10 mil

Educa

Representante do Acre, o cantor Adonay Brasil ganhou o primeiro reality show musical da Amazônia, o Estúdio Nema. A decisão ocorreu no fim de semana, por meio de votação na internet, durante o festival de música “Nossa Energia Move a Amazônia”, em Manaus. O cantor obteve 53,5% dos votos.

Dono de uma voz icônica e simpatia inigualável, Adonay vem da vertente doreggae music e ficou conhecido por liderar a banda Casulo, em Manaus, onde morou por 20 anos. Sobre o resultado do concurso, o intérprete afirma que teve ajuda do público acreano e amazonense.

“A história que venho construindo há 13 anos com a Casulo, no Amazonas, e há cinco anos com a banda Groove Brasil, no Acre, foi crucial para essa vitória. Minha família, amigos de outros estados do Brasil, pessoas ao meu redor, também se mobilizaram. Por isso, afirmo que a voz da Amazônia não sou eu e sim as pessoas que votaram, e fizeram acontecer”, afirmou.

A final do reality foi disputada com a candidata paraense, Nanna Reis, representante do gênero pop e das batidas eletrônicas. A cantora e compositora, que começou a estudar música aos oito anos, em Belém, também deu um show no palco e recebeu 42,5% dos votos.

“Eu ainda não conhecia o trabalho da Nanna e fui surpreendido com uma cantora muito técnica, virtuosa, super talentosa. Sou suspeito para falar dela, pois me tornei um fã e espero encontrá-la em outras ocasiões para dividirmos o palco sem estar competindo”, declarou Adonay.

A vitória no Estúdio Nema garantiu ao cantor o prêmio de R$ 10 mil e duas músicas gravadas em um CD, junto com os participantes do Amazonas, Pará, Roraima e Rondônia. No concurso, Adonay foi apadrinhado pelo músico conterrâneo Álamo Kário e interpretou as composições “Temporal” e “No Martelo e No Repente do Fim do Mundo”. De acordo ele, a experiência contribuiu de diversas formas para a sua trajetória musical no cenário regional.

“Todos os cantores e padrinhos que participaram do reality são incríveis. Os músicos que nos acompanharam neste processo também possuem uma qualidade que exigia muito mais do intérprete. Então, com certeza, eu pude elevar o nível em relação ao canto. Além disso, a exposição do programa nos permitiu ganhar mais visibilidade em outros estados e quem é do Norte sabe o quanto é difícil alcançar o grande público”, disse.

Aproveitando o destaque proporcionado pelo concurso, o cantor pretende investir na carreira solo e dar continuidade aos projetos das bandas que lidera. Em 2016, sairá em turnê com a banda Casulo para lançar um DVD gravado em fevereiro deste ano, em Manaus. Ainda deseja seguir com a parceria com o “padrinho” Álamo Kário, com um trabalho voltado para canções autorais e letras que abordem a realidade amazônica.

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.