Até sexta-feira (18) Bairro Vale Verde recebe Jornada Itinerante Terrestre

A ação da Justiça Itinerante Terrestre iniciou na manhã de segunda-feira (14), na Escola Estadual Jacinta Maria Rodrigues de Carvalho Gonçalves, no bairro Vale Verde, no Distrito da Fazendinha. As atividades ocorrerão até sexta-feira (18), no horário das 8 às 12 horas.

Durante a realização da Jornada são disponibilizados serviços jurisdicionais à população, além do Pai Presente e a Casa de Justiça e Cidadania, retirada de 2ª via de documentos, serviços da Defensoria Pública, dentre outros.

O morador Jorge Freitas de Souza disse que a ação é muito importante, pois facilita às pessoas a oportunidade de aproximar os serviços essenciais que o Judiciário oferece à população do Vale Verde e de outros bairros da Fazendinha.

“Estou participando pela primeira vez desta ação da Justiça e aproveitando para a retirada do cartão do SUS. Aqui as pessoas encontram vários serviços importantes que são oferecidos pelo Judiciário e parceiros. Essas ações facilitam a nossa vida, principalmente para nós que moramos distante do centro e com dificuldade de transporte para acessar esses serviços”, destacou

O Defensor Público, Paulo José, salientou que a Defensoria Pública do Estado tem a atribuição de auxiliar a população na resolução, principalmente de conflitos familiares, através da assistência jurídica gratuita às pessoas carentes do local.

“Estamos aqui para auxiliar de forma consistente e gratuita as pessoas que participam da Jornada Itinerante e que necessitam dos serviços imprescindíveis da Defensoria Pública nas áreas cível, criminal, infância e juventude e nos casos de violência doméstica”, disse.

O servidor do TJAP, Rubens José Barros Gomes, lembrou que as ações promovidas pela Justiça têm o objetivo de diminuir a demanda reprimida de centenas de famílias que residem na área urbana da cidade e também nos distritos da capital.

“A programação das Jornadas Itinerantes Terrestres neste ano são mais intensas, nosso intuito é atingir de maneira significativa um maior número de pessoas que moram nos bairros mais afastados do centro de Macapá, sem esquecer dos Distritos que necessitam dos serviços jurisdicionais e também das atividades disponibilizadas pelas instituições que são parceiras. Isto tudo representa a expansão desses serviços que muitas pessoas buscam nas unidades do Judiciário e agora elas podem usufruir próximo do local onde residem”, finalizou.

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: