Pais mais velhos tendem a ter filhos ‘mais nerds’, diz pesquisa

James Gallagher
Da BBC News

Homens que se tornam pais mais tarde têm chance maior de ter um filho com traços típicos – e positivos – de “nerds” e “geeks”, diz um estudo recém-publicado no Reino Unido.
Esses meninos se tornam mais espertos, focados e menos preocupados em se enturmar, de acordo com artigo publicado por pesquisadores da Universidade King’s College de Londres no periódico Translational Psychiatry.

Curiosamente, a idade da mãe não teve impacto nos resultados, os quais parecem ser relevantes apenas para filhos do sexo masculino.
As descobertas estão entre as raras notícias positivas relacionadas a gestações tardias, comumente associadas à maior incidência de problemas genéticos, autismo e esquizofrenia.

Os pesquisadores analisaram resultados de testes feitos com 12 mil gêmeos britânicos de um amplo estudo que acompanha seu desenvolvimento – infância e adolescência – desde 1994, para entender quais fatores contribuem para a construção de sua individualidade.

Os pesquisadores criaram o que chamaram de “Geek Index”, avaliando crianças de 12 anos de idade com relação a seu QI, sua habilidade de focar em um tema e introversão.

“Nossa hipótese é de que QI alto, foco no assunto de interesse e algum grau de introspecção social provavelmente são benéficos em uma economia movida pelo conhecimento”, diz o artigo científico. “Ainda que esses traços estejam distribuídos pela população, a literatura etnográfica agrupa-os sob o guarda-chuva do termo ‘geek’.”

Os que tiveram altas pontuações no ranking “geek” acabaram se saindo melhor na escola, sobretudo em temas como ciência, tecnologia, engenharia e matemática.

Veja mais em BBC Brasil

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: