AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Lote de Nimesulida suspenso pela Anvisa após reprovação em teste

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) interditou um lote do medicamento anti-inflamatório Nimesulida, da empresa Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica, conforme publicado no Diário Oficial desta segunda, 14, após o medicamento ser reprovado em testes de teor de princípio ativo e de gotejamento, na avaliação do Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo.

A interdição atinge o lote B16k 1609 da Nimesulida (nimsesulida), suspensão oral, 50mg/ml, como informa o site da Agência.

A análise do teor de princípio ativo verifica se a quantidade de medicamento, sua concentração, está correta. Caso o teor for maior ou menor que o indicado na embalagem, o tratamento do paciente pode ser afetado.

Já o teste de gotejamento mede a quantidade de gotas que devem ser utilizadas para atingir a dose que o médico recomentou. Quando isto não está correto o paciente pode acabar tomando um pouco mais ou um pouco menos que a quantidade recomendada, o que também pode afetar a qualidade do tratamento.

Como proceder caso precise tomar Nimesulida?

A interdição é preventiva e tem validade de 90 dias para que seja feita uma contraprova para confirmar ou descartar o resultado, conforme a Resolução – RE n° 2.165, de 11 de agosto de 2017.

Durante o período da interdição, o lote em questão não deve ser comercializado ou utilizado pelos pacientes.

É importante lembrar que outros lotes da Nimesulida deste laboratório ou de outros fabricantes estão liberados.

Catraca Livre

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: