AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

“Imaginarium” emociona público no Schivasappa

O espetáculo “Imaginarium” emocionou a plateia, que lotou o teatro Margarida Schivasappa, em uma noite inesquecível, nesta segunda-feira (27). O projeto “Do Nosso Jeito”, promovido pela Fundação Cultural do Pará (FCP) levou ao público um sentimento de sonho, esperança e alegria.

Bruno Silva tem apenas 11 anos, é cadeirante, e durante a apresentação conseguiu realizar um desejo. “O meu sonho era conhecer o teatro e hoje fiquei muito feliz com o que vi. Quero participar do projeto, dançar, viajar com a Companhia do Nosso Jeito”, anunciou.

O personagem principal do espetáculo, um vovô, contava histórias ao seu neto, que só queria saber de jogos eletrônicos. Foi uma verdadeira viagem na infância de cada pessoa que acompanhou o espetáculo. A apresentação dos 43 artistas rememorou brincadeiras do passado, como pião, ioiô; contação de histórias; lembranças de um grande amor e músicas, que marcaram a vida do vovô.

Segundo a técnica em gestão cultural da FCP, Thays Reis, responsável pelo projeto “Do Nosso Jeito”, “a apresentação trata sobre a poética do imaginário de cada pessoa”.

Bailarinos

Um momento que chamou bastante atenção foi a apresentação dos dançarinos da Companhia Do Nosso Jeito, formada por cadeirantes e andantes, que levantaram o público com danças rítmicas de músicas como “Despacito”, “Belém, Pará, Brasil”, entre outras.

O bailarino Clayton Bentes, que integra o projeto há três anos, comemorou o encerramento das oficinas. “É algo inexplicável ver a alegria das crianças. Não tem preço! É gratificante para a gente participar deste momento. Ficamos atrás das coxias e nos emocionamos a cada ato da apresentação”, pontua.

Grasielle Sales entrou em março na Companhia, ganhou duas medalhas de ouro no campeonato em João Pessoa e agora se firmou de vez no projeto Do Nosso Jeito. “Hoje foi lindo! É a primeira vez que eu danço com as crianças do projeto. Até a minha filha participou do espetáculo”, comemora.

O espetáculo “Imaginarium” marcou o encerramento das oficinas de dança e teatro do projeto “Do Nosso Jeito” da Fundação Cultural do Pará, que retoma suas atividades no primeiro semestre de 2017.

Por Andreza Gomes

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: