AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Projeto Escola de Leitores bate recorde com aluno que chega a 148 livros lidos este ano

Oh! Bendito o que semeia/Livros à mão cheia/E manda o povo pensar!/O livro, caindo n’alma/É germe – que faz a palma,/É chuva – que faz o mar! Talvez inspirado no poema de Castro Alves, o pequeno Willian Diogo Gama Pires, da Escola Municipal Lúcia Neves Deniur, foi o campeão de leitura do Projeto Escola de Leitores, da Secretaria Municipal de Educação (Semed), com 148 livros lidos ao longo de 2017. Atrás dele ficou o estudante Fábio Henrique da Silva Vidal Ramos, da Escola Municipal Rondônia, com 143 livros.

A escola vencedora foi a Lucia Neves Deniur, localizada no bairro Brasil Novo, zona norte da capital, e teve a professora Camila Paes como destaque pelo trabalho desenvolvido com seus alunos. Além de Willian, o aluno Maycon Kalebe leu 108 livros, a mesma quantidade lida pela aluna Gabrielly de Oliveira, alunos do 3º ano da escola.

O Projeto Escola de Leitores, que iniciou em 2013, idealizado pela professora Sandra Casemiro, que hoje está como secretária municipal de Educação, tem o objetivo de otimizar ações e espaços de leitura nas escolas. Este ano, foi desenvolvido em 15 escolas, da capital e do campo. Desde 2015, está sendo coordenado pela professora Mariza Pinheiro, da Divisão de Recursos Didáticos da Semed.

“Este ano, obtivemos uma grande parceria com o grupo teatral Mitos e Lendas do Amapá e com a Biblioteca Pública Elcy Lacerda, onde abriu as portas para receber 400 alunos na Semana da Criança, forma que valorizamos mais ainda a nossa cultura. Encerramos essa edição com uma avaliação positiva, superamos e triplicamos o quantitativo da meta de 15 livros. Temos um recorde no município, de 148 livros”, destaca a coordenadora Mariza Pinheiro.

O campeão Willian é tímido, e gosta mais de ler que falar. Ele agradeceu a premiação e ficou contente com sua medalha. Sua professora, Camila Paes, aposta em ampliar e fazer mais alunos passarem dos 100 livros em 2018. “Nossos alunos apreciaram ler e descobrir histórias diversas, e melhoram a escrita também. Ano que vem queremos o pódio outra vez”.

A secretária de Educação, Sandra Casemiro, lembrou como surgiu o projeto e do orgulho que sentiu diante de tantos ávidos leitores no município. “Criamos o projeto reunindo vários profissionais que estavam trabalhando com leitura espalhados nos departamentos e projetos da Semed, comportando todos num só. Hoje, vendo aqui essa premiação e surpresa com a quantidade de livros e de alunos lendo, estou muito orgulhosa, seja um, dois ou mais de cem livros, o importante é que eles leiam, se aventurem nas histórias e que obtenham muitos conhecimentos”, ressalta.

Cada escola que participou do projeto teve seu pódio, sendo premiados os três primeiros leitores, além dos professores e diretores das escolas, como forma de incentivo. Estiveram presentes os alunos da Escola Maria Eugênia, do distrito do Pacuí, e da escola da Tessalônica, na comunidade com o mesmo nome. Além das medalhas, os alunos receberam o livro Pescadores de Sonhos, da escritora Ângela de Carvalho (com ilustração de Mario Baratta). Ela autografou a obra para as crianças.

Pérola Pedrosa

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: