Município qualifica acadêmicos da Unifap em testagem rápida

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) promoveu neste sábado, 10, uma qualificação em testagem rápida para 50 alunos de enfermagem da Universidade Federal do Amapá. O objetivo é fazer com que os acadêmicos saibam como executar e interpretar os resultados de testes de HIV, sífilis, hepatites B e C. A atividade, em parceria com a Unifap, é um dos requisitos para que os alunos possam estagiar em cinco Unidades Básicas de Saúde, aumentando assim a oferta dos serviços nas unidades.

Eles começarão a atuar nesta segunda-feira, 12, nas UBS’s Perpétuo Socorro, Marabaixo, policlínica da Unifap, Ilda iléia, no Curiaú, e Rubim Aronovitch. “Estou ansiosa para o meu estágio e, principalmente, para colocar em prática as coisas que aprendi ao longo da minha formação acadêmica”, disse a aluna Ingride Silva.

De acordo com o coordenador municipal de Infecções Sexualmente Transmissíveis, César Melo, a qualificação dos alunos e a inserção deles na rotina de trabalho das unidades contribuirão para o diagnóstico precoce de doenças. “A atuação deles na rede de atenção básica amplia a oferta de testes rápidos. Ampliando a oferta, conseguimos também ampliar o diagnóstico precoce. A utilização dos testes rápidos permite atender a crescente demanda pelo diagnóstico e aumenta a agilidade da resposta aos indivíduos, assim como permite seu rápido encaminhamento para a assistência médica e início de tratamento”, explicou.

Os testes rápidos detectam os anticorpos contra o HIV, sífilis e hepatites em até cinco minutos, colhendo uma gota de sangue da ponta do dedo. São feitos gratuitamente em todas as UBS’s, de segunda a sexta-feira. Além da coleta e da execução dos exames, há um processo de aconselhamento antes e depois do procedimento para facilitar a correta interpretação do resultado pelo paciente.

Jamile Moreira

Deixe uma resposta