Estação espacial chinesa deve cair sobre a Terra durante a Páscoa

Educa

Estimativa da Agência Espacial Europeia é que a Tiangong-1 faça sua reentrada na atmosfera entre 30 de março e 3 de abril

RIO — Criada para ser um “Palácio Celeste”, a estação espacial Tiangong-1, a primeira construída e lançada ao espaço pela China, poderá cair sobre a Terra durante a Páscoa, segundo a última previsão da Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês). Em comunicado, o órgão ressalta que a janela é “altamente variável”, mas a espaçonave descontrolada com 8,5 toneladas deverá fazer sua reentrada na atmosfera entre os dias 30 de março e 3 de abril.

Lançada em 2011, a Tiangong-1 deveria ter sido derrubada de forma segura em 2013, mas continuou em operação até março de 2016, quando a agência espacial chinesa perdeu o controle da espaçonave. Desde então, ela orbita o planeta descontrolada, se aproximando cada vez mais, atraída pelas forças gravitacionais da Terra.

Com 10,5 metros de comprimento e 3,4 metros de diâmetro, a estação espacial pesa cerca de 8,5 toneladas. Ela fez história por mostrar ao mundo o potencial da China no setor aeroespacial. Fora do programa da Estação Espacial Internacional, o país resolveu lançar projeto solo. Com espaço habitável de 15 metros cúbicos, a Tiangong-1 recebeu dias missões tripuladas, incluindo as duas primeiras astronautas chinesas, Liu Yang e Wang Yaping. A estação foi substituída pela Tiangong-2, com maior capacidade, lançada em setembro de 2016.

Veja mais em O Globo

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.