Educa

Acidente grave com ônibus deixa vários feridos no interior do Estado

Um ônibus que carregava dezenas de trabalhadores capotou e desceu um barranco na tarde desta quarta-feira (2) numa estrada de terra entre as cidades de Pedra Branca e Serra do Navio. Informações preliminares do Corpo de Bombeiros apontam que 20 pessoas estavam no veículo, várias ficaram feridas, mas nenhuma morte foi confirmada.

O ônibus pertence à empresa AME Transportes, de propriedade do vereador de Pedra Branca do Amapari, Carlos Alexandre Campos da Costa (PT).

O veículo transportava funcionários da empresa U&M de Pedra Branca para o Projeto Beadell, vindo a tombar ao fazer a curva, causando ferimentos graves em mais de dez passageiros, com fraturas em pernas, braços e um esmagamento.

Outros veículos que passavam no local prestaram os primeiros socorros, virando o veículo manualmente para socorrer pessoas que estavam agonizando, esmagadas pelo ônibus. Os feridos foram conduzidos para os hospitais de Macapá, sendo um deles em estado gravíssimo vindo em helicóptero.

Moradores da região comentam que a empresa AME transportes iniciou atividades há menos de 3 meses, não possuindo experiência em transportes da região, especialmente no período de chuvas, sendo contratada pela empreiteira U&M que chegou no Estado em meados do ano passado.

A U&M, por sua vez presta serviços de escavação e apoio à extração mineral à Mineradora Beadell Ltda, que explora ouro na região, sucessora da antiga MPBA fundada por Eike Batista.

Renivaldo Costa

COMUNICADO OFICIAL

02.05.2018

Pedra Branca do Amapari (AP) – A Beadell Brasil informa que na tarde desta quarta-feira (2) ocorreu um acidente com ônibus que transportava funcionários da empresa contratada U&M no acesso de Serra do Navio a caminho do Projeto Tucano Gold.

Havia aproximadamente 30 pessoas no interior do ônibus. Não há vítimas fatais.

Todos os passageiros receberam atendimento imediato e foram encaminhados para os hospitais de referência da região. As informações ainda são preliminares e as vítimas estão em avaliação médica. Um dos pacientes foi removido de GTA (Grupo Tático Aéreo) para atendimento no Hospital de Emergência de Macapá.

A empresa Beadell, juntamente à sua contratada, está tomando todas as ações de mitigação para que os colaboradores tenham o atendimento médico e o suporte adequados. Mais informações serão fornecidas em breve.

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: