Coreia do Norte ameaça cancelar cúpula entre Kim e Trump

Medida será tomada pelo país de Kim Jong Un se Washington insistir com sua exigência de que Pyongyang abandone unilateralmente seu arsenal nuclear

A Coreia do Norte ameaçou nesta quarta-feira (16) cancelar a cúpula entre seu líder, Kim Jong Un, e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se Washington insistir com sua exigência de que Pyongyang abandone unilateralmente seu arsenal nuclear.

Pyongyang também anunciou que cancelou as conversações de alto nível que estavam previstas entre seus representantes e os de Seul para esta quarta-feira, em consequência dos exercícios aéreos conjuntos entre Estados Unidos e Coreia do Sul.

Se o governo americano “nos encurralar e nos pedir unilateralmente para abandonar nossas armas nucleares, não vamos ter qualquer interesse nas conversações e vamos ter que reconsiderar se aceitamos a futura cúpula entre Coreia do Norte e Estados Unidos”, declarou o vice-ministro das Relações Exteriores, Kim Kye Gwan, citado pela agência oficial KCNA.

Washington pressiona para que Pyongyang elimine completamente suas armas nucleares, de forma verificável e irreversível. Na cúpula com o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, no mês passado, Kim admitiu seu compromisso com a eliminação das armas nucleares, expressando a “vontade de uma ‘desnuclearização’ da península da Coreia”. Mas esta frase é um eufemismo aberto a interpretações.

“Nós já expressamos nossa vontade de uma desnuclearização da península da Coreia e declaramos reiteradamente que os Estados Unidos devem acabar com sua política hostil em relação a DPRK (sigla oficial da Coreia do Norte) e ameaças nucleares como condição prévia”, disse.

Veja mais no Diário de Pernambuco

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.