Idosa diz que neto tem HIV e câncer para arrecadar R$3 mil em falsa campanha

A mãe da criança também está sendo investigada. Menino está saudável e sob os cuidados do Conselho Tutelar

Mérice Gonzaga dos Santos, 64 anos, está sendo investigada pela Polícia Civil do Pará por uma falsa campanha nas redes sociais para arrecadar dinheiro para tratar um neto doente que, na verdade, é saudável. A mãe da criança e filha da idosa, Patrícia Correa Gonzaga, 28 anos, também está sendo investigada. Elas perderam a guarda da criança.

Na falsa campanha, elas relatam que o garoto nasceu com HIV, que sua mãe havia morrido logo após o parto e ainda tinha sido diagnosticado com câncer no olhos. Para convencer as pessoas, o menino passava o dia com curativos no rosto. Na imagem compartilhada, é possível ver a idosa e o garoto de 10 anos em seu colo com máscara e curativo.

O inquérito policial para investigar indícios de crime de estelionato foi aberto nesta segunda-feira (28) na delegacia de Ananindeua, na Grande Belém. Segundo o delegado que está com o caso, Marcelim Soares, elas inventaram o golpe das doenças para comover as pessoas e conseguir dinheiro para a família. Na delegacia, elas assumiram o crime.

Veja mais no Correio 24hs

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.