Facebook nega que esteja criando software de rastreamento ocular

Patrícia Gnipper

O Congresso dos Estados Unidos questionou o Facebook quanto a duas patentes registradas pela companhia, que indicam o desenvolvimento de um software de rastreamento do movimento dos olhos do usuário. A empresa de Mark Zuckerberg, no entanto, negou estar criando tal tecnologia.

As patentes dizem respeito ao Oculus, headset de realidade virtual. Em um dos documentos, vemos a descrição de que a tecnologia “é uma maneira de reduzir potencialmente o atrito do usuário e aumentar a segurança das pessoas quando elas acessam o Oculus ou acessam o conteúdos da Oculus”

Os questionamentos do Congresso foram feitos em abril, na sabatina que Zuck sofreu com relação à privacidade e uso de dados dos usuários da maior rede social do mundo. Mas algumas questões não foram respondidas na ocasião, com Mark, agora, fornecendo um retorno por escrito ao que ficou sem resposta na época.

Veja íntegra no Canaltech

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.