Férias de julho: confira sugestões de destinos para viajar no recesso

Educa

Há opções de lugares no Rio Grande do Sul, no Brasil e no Exterior, com ou sem crianças

Período mais procurado no ano pelos viajantes depois do verão, principalmente devido às férias escolares, julho costuma ter atrações relativamente em conta para todos os gostos. Há praias, inclusive no Brasil, para quem prefere fugir do frio do inverno. Tem neve em países que não ficam muito longe. É possível escolher destinos para descansar ou se aventurar, tudo dentro das duas semanas de recesso das escolas.

Com o alto preço do dólar (a moeda custava R$ 3,70 nesta segunda-feira) e, especialmente, do euro (R$ 4,37 no mesmo dia), destinos nacionais e da América Latina têm ganhado espaço no planejamento dos viajantes. Em vez de ir aos parques da Disney ou da Universal em Orlando, nos Estados Unidos, o Beto Carrero World, em Santa Catarina, torna-se uma alternativa mais convidativa. No lugar de atrações no verão europeu, há famílias que acabam optando por uma viagem ao Caribe ou ao nordeste brasileiro, bem mais em conta.

— Tem roteiros para todo mundo, ainda que sejam programas mais curtos, para não ficar tão caro. Nessa época, que é a única opção de férias fora do verão para muita gente, por causa dos filhos, muitos optam por esquiar. Mas há também quem queira aproveitar a praia ou simplesmente não se preocupar com nada e escolhe um resort, por exemplo. O público é bem variado, cada família tem sua preferência — explica Rita Vasconcelos, vice-presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagem no Rio Grande do Sul (Abav-RS).

A Copa do Mundo na Rússia, realizada entre junho e julho, acabou afastando o público da Europa porque encareceu as viagens, segundo Rita. Apesar das muitas opções pelo mundo, os custos têm sido um impedimento para as famílias. Alexandra Aranovich, blogueira do Café Viagem, destaca que a incerteza econômica faz com que muitos planejem roteiros mais curtos, especialmente quando há crianças envolvidas:

— Em uma época assim, é difícil pensar em programas muito longe, principalmente no meio do ano. Com a família, nas férias escolares, às vezes é melhor ficar por perto, assim se gasta menos, e a viagem também pode ser mais curta.

Apesar do cardápio variado de opções, Rita conta que as férias de julho costumam ter como destino lugares quentes — como Cancún (México), Porto Seguro (Bahia) e Fortaleza (Ceará) — quando se está viajando com crianças pequenas. Já as viagens com adolescentes abrem espaço para destinos com neve e/ou opções de passeios envolvendo aventura. Claro que isso vai variar dependendo das preferências de cada família. Seja qual for a sua, ouvimos algumas agências de turismo e conversamos com blogueiros da área para sugerir lugares para conhecer no Rio Grande do Sul, no Brasil e no mundo durante as férias de julho.

Veja íntegra no site Gauchazh

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.