Por falta de provas, MP manda arquivar denúncia de caixa 2 contra Mercadante

Em delação da Lava Jato, ex-ministro de Dilma Rousseff era suspeito de receber pagamento de vantagens não contabilizadas durante campanha ao governo de SP, em 2010.

Por falta de provas, o Ministério Público de São Paulo mandou arquivar a denúncia de caixa 2 feita contra Aloízio Mercadante (PT), ex-ministro da Casa Civil do governo de Dilma Rousseff (PT).

O político era suspeito de receber pagamento de vantagens não contabilizadas na campanha eleitoral de 2010, quando concorreu ao governo paulista.

A denúncia foi feita por Ricardo Pessoa, empreiteiro da construtora UTC e um dos delatores na operação Lava a Jato. À época, a informação era que Mercadante teria recebido R$ 250 mil de caixa 2. O ex-ministro sempre negou ter recebido dinheiro sem declarar.

A decisão é do promotor eleitoral Luis Henrique Dal Poz. “Cruzamos os dados e não foi possível obter provas que sustentassem o que foi dito na delação”, afirma.

Saiba mais no G1

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.