100 anos de Nelson Mandela: África do Sul homenageia líder no centenário de seu nascimento

Educa

Após décadas de um regime racista branco, Mandela se tornou o primeiro presidente negro da África do Sul em 1994.

Cem anos após o nascimento de Nelson Mandela, a África do Sul presta nesta quarta-feira (18) uma homenagem a este ícone da luta contra o Apartheid com uma marcha simbólica liderada por sua viúva, Graça Machel, e um fórum organizado pelo ex-presidente americano Barack Obama.

Todos os anos, o “Mandela Day”, que marca o nascimento em 18 de julho de 1918 de “Madiba”, o apelido do líder sul-africano, é comemorado em todo o mundo. “Atuem, inspirem-se na mudança, façam de cada dia um Dia Mandela”, exorta a fundação que leva seu nome.

100 anos de Nelson Mandela
“Mandiba” foi considerado um dos maiores heróis da luta dos negros pela igualdade de direitos no país e foi um dos principais responsáveis pelo fim do regime racista do apartheid, vigente entre 1948 e 1993. Ele morreu no dia 5 de dezembro de 2013, aos 95 anos. Entre outras distinções, recebeu em vida o prêmio Nobel da Paz.

Na terça-feira (17), em um discurso em um estádio em Joanesburgo para 15 mil pessoas, o ponto alto das comemorações em homenagem a “Madiba”, Barack Obama lembrou “a onda de esperança que tomou conta do mundo” depois da libertação de Mandela.

Veja mais no G1

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.