Falta de refrigeração afeta bilhões em meio a aquecimento global

Relatório mostrou que entre os 52 países mais afetados são a Índia, China, Moçambique, Sudão, Nigéria, Brasil, Paquistão, Indonésia e Bangladesh

Mais de um bilhão de pessoas estão ameaçadas pela falta de ar condicionado e refrigeração para refrescá-las e preservar alimentos e remédios, à medida que o aquecimento global provoca temperaturas mais elevadas, mostrou um estudo nesta segunda-feira (16).

A demanda maior de eletricidade para geladeiras, ventiladores e outros aparelhos vai agravar a mudança climática provocada pelo homem, a menos que os geradores de energia troquem os combustíveis fósseis por energias mais limpas, segundo o relatório do grupo sem fins lucrativos Sustainable Energy for All.

Cerca de 1,1 bilhão de pessoas da Ásia, África e América Latina — 470 milhões em áreas rurais e 630 milhões de moradores de favelas nas cidades — correm riscos em meio aos 7,6 bilhões de habitantes do planeta, segundo o estudo.

“A refrigeração se torna cada vez mais importante” por causa da mudança climática, disse Rachel Kyte, chefe do grupo e representante especial do secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) para a Energia Sustentável para Todos, à Reuters.

Veja mais no R7

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.