Participantes de curso expõem produtos e projetos desenvolvidos no módulo empreendedorismo

Sorvete de tucumã, bolo cremoso de milho, além de biojoias, artesanatos e exposição da prestação de serviços do ramo da beleza foram apresentados pelos alunos do curso de capacitação para empreendedores populares, que está sendo ofertado pela Prefeitura de Macapá. Iniciado em junho, o curso capacita 380 empreendedores que atuam na capital.

 

Nesta terça-feira, 17, os alunos realizaram uma exposição de seus empreendimentos, aplicando as técnicas aprendidas durante o módulo de empreendedorismo. “Trabalho há 20 anos como artesã na área de biojoias. Esse curso trouxe novos horizontes, novos conhecimentos, que antes eu não tinha, como, por exemplo, fazer o planejamento da minha produção para não ter desperdício e planejar as vendas”, contou Edna Carvalho.

 

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Carvalho, visitou pela manhã a exposição. “É ótimo ver que as pessoas aproveitam ao máximo o curso. É uma grande oportunidade de crescimento profissional. Ouvi diversas histórias emocionantes sobre a evolução profissional de muitos, o que nos mostra que trabalhamos de forma correta”, declarou. Neste primeiro módulo, os alunos aprenderam sobre relacionamento de pessoas no ramo empresarial, network, planejamento de negócios, entre outras técnicas.

 

Por meio do que foi passado em sala de aula, que Mariana Costa, Franciele Macial, Rosiane Ramos e Karla Mafra se conheceram. Elas se uniram para formar uma empresa de venda de empadas gourmet. “Cada uma trabalhava de um jeito. Com incentivo do curso, resolvemos unir nossos conhecimentos e trabalhar juntas. Já temos o nome e nosso slogan, tivemos apoio para realizarmos o planejamento da nossa empresa. Aqui aprendemos a trabalhar em equipe. Estamos amando o curso, não só pelo conhecimento adquirido, mas porque está abrindo portas para novos desafios”, disse Mariana.

 

Outra aluna/empreendedora que surpreendeu no desafio de se renovar foi a Gesiane da Silva, que há 2 anos trabalha com sucos e sorvete caseiro, feitos de frutas da região. Desafiada a se reinventar, ela preparou o sorvete de tucumã, fruto típico da região. “Decidi inovar e fiz o sorvete de tucumã. Nunca pensei que seria tão bem aceito. Isso me trouxe mais força de vontade, pois sei que sempre posso inovar meu negócio e melhorar ainda mais meu empreendimento”, relatou.

 

Nesta semana, os alunos iniciaram as aulas do módulo de atendimento ao cliente.

 

Aline Brito

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.