Turismo em destinos conservados pelo tempo

Vilarejos acolhedores são atrativos para os turistas que buscam simplicidade e querem curtir o sossego e a paz das férias fora das grandes cidades

Vilas e povoados adornados de coqueiros, no alto da serra ou no meio da mata nativa entraram no mapa dos destinos do turismo brasileiro e, mesmo com população reduzida e a sensação de que o tempo parou, oferecem serviços com qualidade e simplicidade para receber bem os visitantes em busca de tranquilidade. Os vizinhos são chamados pelos nomes. A vendinha continua familiar, a comida caseira e a receptividade aos visitantes são as principais características desses locais que oferecem turismo de base comunitária. A Praia do Bonete, em Ilhabela (SP) é reconhecida como um desses lugares paradisíacos não muito longe da maior metrópole brasileira.

Na “esquina do continente”, onde o Oceano Atlântico faz a curva, São Miguel do Gostoso, no Rio Grande do Norte, é destino de brasileiros e estrangeiros que buscam sossego e praticantes de esportes movidos pelo vento como kitesurf e windsurf. O vento sopra forte e faz casadinha com o sol o ano inteiro. O colorido das velas deslizando na água e no ar compõe com os barcos de pescadores ancorados na enseada. O turismo na vila, que fica 100 km ao norte da capital potiguar, contrasta com a badalação de Natal. O cenário continua rústico e aconchegante na orla pontilhada de quiosques, pousadas e restaurantes entre as dunas e o mar.

Icaraí de Amontada (CE), a 220 km de Fortaleza, é outra pérola entre as praias nordestinas. A Vila de Caetanos é um dos principais locais para a prática de Kitesurf e Windsurf no Ceará. A pacata aldeia de pescadores com suas embarcações, além dos ventos fortes e águas cristalinas, é adornada pelos coqueiros e dunas. Itaúnas (ES), segue o mesmo ritmo da costa do Nordeste. O povoado de pescadores tem casas simples e uma praia de areia fina e dourada. A água do mar é cristalina. As pousadas são aconchegantes e a comida caseira faz o turista se sentir em casa. A tranquilidade do local é um convite para quem busca um destino sossegado e familiar.

Veja mais no site Diário do Vale

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: