Educa

PF apura origem dos US$ 16 milhões retidos com filho de ditador africano

Vice-presidente pode ser indiciado por lavagem de dinheiro; Teodorin já retornou ao seu país, mas pede de volta os bens apreendidos

O filho do ditador da Guiné Equatorial e vice-presidente do país, Teodoro Obiang Mangue, conhecido como Teodorin, poderá ser denunciado por lavagem de dinheiro, segundo fontes da Receita Federal.

Na sexta-feira, 14, a Polícia Federal encontrou 16 milhões de dólares (66 milhões de reais) em dinheiro e relógios de luxo em duas malas da comitiva de Teodorin. Neste domingo, ele deixou o País levando apenas 10.000 reais.

Os fiscais da Receita apreenderam em um avião cerca de 1,5 milhão de dólares (6,2 milhões de reais) em espécie e uma grande quantidade de relógios de luxo cravejados de pedras, entre eles um modelo avaliado em 3.500 dólares (14.500 reais). O dinheiro não havia sido declarado ao Fisco e foi apreendido na chegada da comitiva ao país, no aeroporto de Viracopos (SP).

Saiba mais no site da revista Veja

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: