Astrônomos descobrem maior e mais antiga estrutura do Universo

Cientistas apelidaram conjunto de galáxias de Hyperion; superaglomerado é visto da Terra tal como era bilhões de anos atrás

Astrônomos que vasculham bilhões de anos-luz no espaço detectaram a maior e mais abrangente coleção de galáxias já registrada nos primeiros dias do universo, um “protossuperaglomerado” que apelidaram de Hyperion em homenagem a um titã da mitologia grega.

Ele está tão distante que é visto da Terra tal como era bilhões de anos atrás.

“O Hyperion é como 5.000 galáxias da Via Láctea”, disse o astrônomo Steffen Miefke, chefe de operações do Observatório Europeu do Sul (ESO, na sigla em inglês). O ESO opera o telescópio VLT do Chile, que detectou o superaglomerado.

O Hyperion é um adolescente em termos astronômicos. Por causa de sua distância da Terra, os astrônomos o estão vendo como ele foi criado, pouco mais de 2 bilhões de anos após o Big Bang, que deu origem ao universo cerca de 13,8 bilhões de anos atrás.

Saiba mais no site da Veja

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.