Sonda da NASA consegue maior aproximação ao Sol e bate recorde de 1976

Educa

A sonda espacial Parker Solar Probe pretende descobrir os mistérios do Sol e o seu objetivo é atravessar a atmosfera solar, numa missão que se vai estender até 2024.

Este recorde é o primeiro de uma longa viagem que vai durar sete anos e que tem vários pontos a registar. A sonda foi lançada a 12 de agosto e já conseguiu estar mais perto do Sol do que qualquer outro aparelho construído pelo homem, ultrapassando o registo da Helios-2 em 1976, quando esta sonda construída numa parceria entre a Alemanha e os Estados Unidos chegou a 43 milhões de quilómetros da estrela do nosso sistema solar.

O facto foi registado hoje pela NASA num tweet que mostra uma simulação da aproximação quente.

A sonda Parker Solar Probe vai ainda aproximar-se mais do Sol nesta passagem, começando o seu encontro mais próximo a 32 de outubro e ficando mais perto já no dia 5 de novembro. Nessa data estará a apenas 24 milhões de quilómetros da superfície solar, onde enfrentará condições extremas de calor e radiação. Depois voltará a afastar-se numa órbita que a voltará a aproximar várias vezes da estrela até conseguir atingir a maior aproximação em 2024.

Veja mais no Sapotek

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.