AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

João de Deus diz em depoimento que não se lembra das mulheres que o acusam de abuso sexual

Médium foi levado do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia sob forte escolta

Jailton de Carvalho

O médium João de Deus voltou a negar hoje que tenha cometido abusos sexuais contra mulheres que o procuravam em busca de cura espiritual. Em depoimento a dois promotores da força-tarefa encarregada de investigar os supostos crimes do médium, João de Deus disse que não se lembra nem mesmo das mulheres que o acusam. O depoimento começou no fim da manhã e se estendeu por 1h30. Os promotores devem apresentar denúncia contra o médium até sábado.

João de Deus foi interrogado pelos promotores Luciano Miranda Meireles e Paulo Eduardo Penna Prado. O médium é acusado de cometer sucessivos abusos contra mulheres, inclusive crianças, ao longo de décadas. Pelo menos 77 mulheres já foram ouvidas pela força-tarefa e relataram ataques do médium. Boa parte dos supostos abusos teria ocorrido no centro de atendimento que o médium mantém em Abadiânia.

Depois do depoimento, João de Deus foi levado de volta para a prisão. Segundo o advogado Alex Neder, que acompanhou o depoimento, João de Deus não respondeu a todas as perguntas formuladas pelos promotores. Antes do interrogatório, os investigadores atenderam a um pedido da defesa e permitiram que o médium conversasse longamente com Neder e com o advogado Alberto Toron, que também acompanhou o depoimento.

Veja mais no site IBahia

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: