Doleiro preso no Paraguai chega ao Rio de Janeiro após ser extraditado

Alvo de uma ordem internacional de captura a partir de investigações da Lava Jato, Farina havia sido preso há dois dias pela Interpol em Hernandarías

O doleiro pernambucano Bruno Farina, de 59 anos, desembarcou na tarde deste sábado (29) no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeio. A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informou que ele ingressou no sistema penitenciário da Seap às 19h20. Não foram divulgados mais detalhes “por questões de segurança”.

Logo que desembarcou o doleiro precisou passar por exame de corpo de delito para dar entrada no sistema prisional do estado. Farina foi preso pela Interpol na quinta-feira (27) no Paraguai onde foi ouvido pela Justiça, mas a extradição dele foi autorizada na manhã deste sábado (29) pela Corte Suprema de Justiça paraguaia. De acordo com o Ministério Público do Paraguai, a extradição de Bruno Farin a ocorreu por volta das 6h45 em Foz do Iguaçu, no Paraná.

“O fiscal de Assuntos Internacionais Manual Doldán liderou a equipe de investigadores que esta manhã entregou Farina às autoridades brasileiras. Farina era investigado no âmbito da Operação Lava Jato e tinha ordem de captura internacional com fins de extradição”, escreveu o Ministério Público do Paraguai em seu perfil no Twitter.

Veja mais no Último Segundo – iG

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.