Educa

Moradores de São Paulo tentam se recuperar dos estragos causados pelas chuvas; 13 pessoas morreram

Um menino de 9 anos é a 13ª vítima das chuvas que atingiram a são Paulo na madrugada de segunda-feira (11).

Ele ficou soterrado nos escombros de uma casa que desmoronou no Parque São Rafael, na zona leste da capital paulista.

Segundo o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, 800 pessoas que viviam em residências precárias, na área onde morreu o menino, vão ser retiradas do local e levadas para um conjunto habitacional que ainda está em construção.

O prefeito, que estava de licença em viagem ao exterior, falou pela primeira vez sobre as enchentes na cidade.

Ele respondeu às criticas que a prefeitura vem recebendo de ter gasto menos da metade do orçamento previsto para obras de prevenção de enchentes. Dos quase R$ 580 milhões previstos, a prefeitura executou cerca de R$ 220 milhões.

Já as pessoas atingidas pelas chuvas passaram o dia tentando salvar o que sobrou do que ficou embaixo da lama.

Na cidade de São Bernardo do Campo, na região do ABC, o aposentado João Felix, que se abrigou com a família na laje do sobrado para fugir da enchente, passou o dia jogando fora móveis e eletrodomésticos que ficaram destruídos.

Comerciantes tentavam limpar os estabelecimentos e contabilizavam o prejuízo. Antônio Gaudêncio calculou um prejuízo de pelo menos R$ 3 mil no restaurante.

Na cidade fica a fábrica de caminhões e ônibus da Mercedes Benz, que também foi tomada pelas águas e voltou a funcionar hoje depois de um mutirão de limpeza que começou quando as águas baixaram.

Mas nem toda a água foi embora.

Em São Bernardo mesmo, algumas ruas seguem alagadas e a drenagem das águas está lenta porque o equipamento da prefeitura está com defeito e não consegue bombear água com maior agilidade.

A prefeitura da cidade decretou estado de emergência.

Em Mogi das Cruzes, algumas ruas também seguem alagadas e os moradores tem medo de que sejam abertas a comportas da represa que fica na cidade e aumente ainda mais a inundação.

Já a linha de trem que foi deixou de funcionar na segunda (11), a linha 10 turquesa, funcionou nessa terça-feira (12), mas ainda em um ritmo muito mais lento que o normal.

O consórcio de municípios do Grande ABC se reuniu para discutir ações de emergência.

Os prefeitos que participaram da reunião definiram que é prioridade a construção do Piscinão de Jabotical, que deve ser construído na divisa entre Santo André e São Bernardo.

Já o prefeito de São Paulo avisou que deve decretar estado de emergência para os bairros do Ipiranga e Vila Prudente, as duas áreas mais atingidas da capital paulista.

E no começo da noite, a chuva voltou a cair forte na capital paulista.

Dois bairros da zona norte da cidade entraram em estado de alerta com o transbordamento de córregos e os bombeiros registraram a queda de uma arvore encima de um carro com uma pessoa dentro.

No momento de fechamento da reportagem ainda não havia informações sobre a situação da pessoa.

EBC

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.