MP pede garantia de R$ 50 bilhões da Vale para reparação ambiental em Brumadinho

Educa

O Ministério Público (MP) de Minas Gerais pediu à Justiça que a empresa Vale seja obrigada a garantir o valor mínimo de R$ 50 bilhões para reparação ambiental em Brumadinho, cidade atingida pelo rompimento de uma barragem de mineração no dia 25 de janeiro.

O pedido foi feito à 1ª Vara Cívil do município mineiro. O Ministério Público pede a manutenção de um fundo privado para ser usado nas despesas de elaboração e execução de planos, programas e ações para reparação ambiental. 

No documento, o Ministério Público de Minas defende ainda a suspensão das atividades da Vale na área do Córrego do Feijão que possam elevar o risco de rompimento de estruturas.

Se a Justiça aceitar o que pede o Ministério Público, a Vale terá 10 dias para implementar planos de ações, com cronograma e metas definidas. O objetivo é impedir o avanço de contaminantes que coloquem em risco o solo e a água.

Além disso, o MP pediu que a mineradora apresente um plano global de recuperação da bacia hidrográfica do Paraopeba, com prazo mínimo de 10 anos de duração.

Se a Justiça aceitar os pedidos e a Vale não cumprir as exigências, a multa diária é de R$ 500 mil.

EBC

Aprecie a boa música da Amazônia

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.