AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Painéis solares duas vezes mais eficientes com nova tecnologia de lentes

Uma empresa Suíça criou um método que vai permitir colocar à disposição de todos nós painéis solares que são duas vezes mais eficientes quando comparados com os painéis solares fotovoltaicos tradicionais atuais.

Os painéis solares fotovoltaicos tradicionais têm em média uma eficiência de conversão de luz solar que ronda os 15 a 19%, existem no entanto painéis solares que possuem um valor superior de eficiência, mas são normalmente destinados a projetos especiais e têm utilizações restritas, ou seja não estão disponíveis para venda no mercado.

Este é o caso dos painéis solares fotovoltaicos usados nos projetos espaciais.

A empresa Suíça Insolight pretende tornar viáveis em termos de preço os painéis que são usados nos equipamentos espaciais. Assim, será possível que painéis solares fotovoltaicos com uma taxa de eficiência que varia entre os 30% e os 37%, fiquem disponíveis para venda a nível mundial.

Quais são os painéis solares fotovoltaicos mais eficientes no mercado?

A Insolight para alcançar esses incríveis valores de eficiência usa as mesmas células solares que são utilizadas nos equipamentos espaciais, que apesar e possuírem uma menor dimensão são extremamente eficientes, no entanto é uma tecnologia com custo elevado.

Como vai ser possível duplicar a eficiência dos painéis solares?
A solução da Insolight para baixar o custo dos painéis solares passa por adicionar às células solares uma camada de lentes com um formato em forma de favo.

Esta nova camada de lentes direcciona a luz solar para uma pequena área onde se encontram as células solares fotovoltaicas. A outra vantagem do uso da camada de lentes é que a refração solar faz com que a posição do sol não seja tão relevante como é para o caso dos painéis solares fotovoltaicos tradicionais.

Painéis Solares Fotovoltaicos com Tecnologia Insolight
Painéis Solares Fotovoltaicos com Tecnologia Insolight
Esta solução engenhosa da Insolight, apesar de nova é compatível com os sistemas solares fotovoltaicos atuais, pelo que poderá ser adaptada facilmente pelo principais fabricantes mundiais de painéis solares, ou mesmo ser adaptada pelos próprios consumidores.

Mathieu Ackermann, diretor de tecnologia da Insolight referiu que:

“Esta abordagem híbrida é particularmente eficaz quando está nublado e a luz solar é menos concentrada, pois consegue continuar a produzir energia mesmo com raios difusos”.

“Os nossos painéis estão ligados à rede e são monitorizados de forma contínua. Eles continuam a funcionar sem problemas mesmo durante vagas de calor, tempestades e tempo de inverno”.

Prevê-se que a Insolight inicie a comercialização dos primeiros painéis solares fotovoltaicos com esta nova tecnologia em 2022.

Portal Energia

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: