Educa

Brasil enviará ajuda humanitária para Moçambique; ciclone deixou 700 mortos

Dois aviões hércules da Força Aérea Brasileira (FAB) com ajuda humanitária ao povo moçambicano, que vive as consequências do ciclone Idai, chegarão à cidade de Beira, a segunda maior do país africano, no próximo sábado, dia 30. No local, já foram confirmadas 700 mortes.

Vinte especialistas em busca e salvamento da Força Nacional do Ministério da Justiça e Segurança Pública e outros vinte do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais farão parte da ajuda humanitária brasileira a Moçambique.

Além deles, botes, veículos e equipamentos adaptados ao socorro a desastres também integrarão a ajuda. Nos aviões também chegarão seis kits de medicamentos e insumos básicos de saúde, capazes de prover assistência emergencial para 9 mil moçambicanos, por até um mês.

O ciclone Idai atingiu Mocambique no dia 14 de março com ventos de mais de 170 quilômetros por hora. O fenômeno provocou grandes inundações e deixou praticamente destruída a cidade portuária de Beira.

EBC

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: