Militar da Marinha do Brasil ganha prêmio das Nações Unidas

Uma militar da Marinha do Brasil servindo na República Centro-Africana foi selecionada para receber o Prêmio de Advogada do Ano das Nações Unidas para o Gênero Militar. A capitão de corveta Márcia Andrade Braga, que trabalha na Missão das Nações Unidas para a Estabilização Multidimensional Integrada da República Centro Africana, MINUSCA, receberá o prêmio do Secretário Geral da ONU, António Gutierres, durante a Reunião Ministerial de Manutenção de Paz de 2019 , que serà realizada na sede da ONU em Nova York nessa sexta-feira, 29 de março de 2019.

Criado em 2016, o Prêmio de Advogado de Ano da Organização das Nações Unidas para o Gênero Militar reconhece a dedicação e o esforço de um militar pacificador individual em promover os princípios da Resolução de Segurança da ONU 1325 sobre mulheres, paz e segurança.

Palavras da Comandante Márcia Andrade Braga:

“Estou muito orgulhosa de ser selecionada”, disse a Comandante Braga ao receber a notícia de seu prêmio. “As missões da ONU precisam de mais mulheres que sejam mantenedoras da paz, para que as mulheres locais possam falar mais livremente sobre as questões que afetam suas vidas”, acrescentou, expressando também sua gratidão aos colegas da República Centro-Africana.

Atuando como Conselheiro Militar de Gênero na sede da Força da MINUSCA desde abril de 2018, a Comandante Braga ajudou a construir uma rede de conselheiros de gênero treinados e pontos focais entre as unidades militares da Missão e promoveu o uso de equipes mistas de homens e mulheres para realizar patrulhas comunitárias em todo o país.

Essas “Equipes de Engajamento” conseguiram reunir informações importantes para ajudar a Missão a entender as necessidades exclusivas de proteção de homens, mulheres, meninos e meninas. Eles, por sua vez, ajudaram a desenvolver projetos comunitários que apoiam as comunidades vulneráveis ​​em suas vidas, entre outras, a instalação de bombas de água perto de aldeias, iluminação solar e o desenvolvimento de hortas comunitárias para que as mulheres não tenham que percorrer grandes distâncias. tendem suas colheitas.

O Subsecretário-Geral do Departamento de Operações de Paz, Jean-Pierre Lacroix comentou que a Comandante Márcia Andrade Braga é um grande exemplo de por que precisamos de mais mulheres em manutenção da paz. A manutenção da paz funciona de forma eficaz quando as mulheres desempenham papéis significativos e quando as mulheres nas comunidades de acolhimento estão diretamente envolvidas. ”

A Comandante Braga é também uma força motriz por trás do envolvimento da liderança da Missão com as mulheres líderes locais, assegurando que a voz das mulheres da África Central seja ouvida no processo de paz em curso. Ex-professora, ela também ajudou a treinar e conscientizar seus pares sobre a dinâmica de gênero dentro da Missão.

Sobre o prêmio Defensores do Gênero Militar do ano

O Prêmio de Defensor do Gênero Militar do Ano é sustentado pelos princípios delineados na Resolução 1325 do Conselho de Segurança das Nações Unidas (UNSCR 1325). A Resolução fornece três disposições, chamadas de “3 Ps”. As duas primeiras “Ps” são “prevenção” de conflito e “proteção” das mulheres e seus direitos durante e após o conflito. O terceiro “P” é “participação” e refere-se ao aumento do número de mulheres em todos os mecanismos para a prevenção e resolução de conflitos.

Nas atuais operações de manutenção da paz, é vital que os mantenedores da paz compreendam como as mulheres e os homens experimentam conflitos de maneira diferente. A Resolução apela a todos os atores para que adotem uma perspectiva de gênero para melhor compreender as necessidades especiais de mulheres e meninas e garantir sua participação, proteção e prevenção da violência sexual em conflitos.

Defesa TV

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: