Ifap lidera ranking de eficiência acadêmica na Rede Federal

Educa

O Instituto Federal do Amapá (Ifap) lidera o ranking de eficiência acadêmica entre as mais de 650 unidades de ensino que compõem a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica em todo o território nacional. Esse resultado foi divulgado no último dia 27/03, a partir da análise das informações gerenciadas por duas bases de dados sobre a Rede Federal: a Plataforma Nilo Peçanha e a Rede de Coleta, Validação e Disseminação das Estatísticas (Revalide).

O indicador “eficiência acadêmica” é calculado levando em conta como as instituições de ensino trabalham para garantir o acesso dos estudantes aos seus cursos, suas ações afirmativas para que esses estudantes cumpram os componentes curriculares e qual o percentual de estudantes que conseguem concluir com êxito o curso que escolheu. Nesse conjunto de dados, o Ifap foi a instituição da Rede Federal que obteve melhor desempenho considerando os resultados obtidos ao longo do ano de 2018 (ano referência).

Os dados reunidos e sistematizados pelas duas plataformas constituem-se em um importante instrumento de gestão das instituições de ensino, pois subsidiam a avaliação dos processos educacionais e tornam mais eficiente a gestão dos programas e das políticas públicas em educação profissional e tecnológica. A coleta desses dados é coordenada pelo Ministério da Educação (MEC) que recebe as informações de forma colaborativa dos gestores da própria Rede Federal.

Para a reitora do Ifap, Marialva Almeida, “esse início de ano tem trazido uma sequencia de boas notícias para o Ifap. O desempenho de destaque nacional de nossa instituição dentro do critério de eficiência acadêmica aferido pela Plataforma Nilo Peçanha representa um marco muito positivo da importância do atendimento global aos estudantes e esse atendimento só é possível quando todos os setores da instituição trabalham para este fim e estamos conseguindo alcançar esse resultado diariamente”.

Já para o Pró-Reitor de Ensino, Romaro Silva, “é importante o empenho e dedicação dos setores pedagógicos, dos Registros Acadêmicos e da Comissão de Permanência e Êxito, presente em cada uma das unidades. Nosso novo PDI continua prevendo esforços, para que tenhamos um número maior de matriculados, uma menor evasão e retenção, para que possamos continuar garantindo a inserção no mercado de trabalho de excelentes profissionais.”

A plataforma

Lançada pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do MEC no dia 15 de março de 2018, a Plataforma Nilo Peçanha traz dados de mais de 650 unidades de ensino que participam da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, tais como informações sobre matrículas, oferta de cursos e investimentos, construindo um retrato da educação profissional, científica e tecnológica do Brasil. Click aqui para acessar a plataforma.

Nilo Peçanha (1867-1924)

Nilo Peçanha foi, quando presidente do Brasil, o criador da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica em 1909. Hoje, a Rede Federal tem mais de um milhão de matrículas e 650 unidades de ensino, 38 Institutos Federais (IFs), dois centros federais de educação tecnológica, o Colégio Pedro II e 23 escolas técnicas.

Departamento de Informação, Comunicação e Eventos – Deice

Instituto Federal do Amapá (Ifap)

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: