Educa

Adolescente de Manaus ganha concurso nacional de desenhos sobre trabalho infantil

O trabalho infantil é um problema sério em todo o país, mas que ainda passa despercebido em muitos casos. Ver crianças trabalhando nas ruas, seja como vendedor ambulante, flanelinha, lavando para-brisas nos sinais, entre outras situações de risco, é algo que já faz parte da rotina de quem circula por Manaus.

Chamar a atenção da sociedade para o tema foi o que motivou a adolescente Liviane dos Santos, de 14 anos, a elaborar o desenho vencedor do concurso promovido pela Coordenadoria da Infância e Juventude (COIJ), do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), como parte das ações da 1ª Semana de Prevenção e Enfrentamento ao Trabalho Infantil.

Moradora do Bairro da União, Liviane faz parte de um grupo de crianças e adolescentes identificados pelos Serviços de Abordagem Social REAME e pelo projeto Girassol, que atuam no atendimento a famílias e indivíduos em situação de vulnerabilidade social, nas zonas Norte, Centro-Sul e Leste da capital amazonense. Participaram do concurso 20 crianças e adolescentes. Cinco desenhos foram premiados e o classificado em primeiro lugar estampou todo o material de divulgação da campanha em nível nacional.

Segundo a assistente social do Girassol, Ruana Silva, através do concurso, os participantes puderam demonstrar suas habilidades, criatividade e conhecimento sobre a questão do trabalho infantil. O projeto Girassol é desenvolvido pelo abrigo Núcleo de Assistência a Criança e Família em Situação de Risco (Nacer).

“Realizamos um dia de atividades no Nacer, garantindo toda a estrutura para que eles soltassem a imaginação e refletissem, por meio dos desenhos, sobre como o trabalho infantil afeta a vida das crianças”, explicou.

Ainda de acordo com Ruana, a criadora do desenho vencedor já vivenciou os danos causados pelo trabalho na infância. “Ela trabalhava junto com a família descascando tucumã. Muitas vezes, ‘virando’ a noite nesta atividade e dormindo na escola. O Girassol foi contatado pela escola para atuar neste caso e conseguimos inseri-la nos cursos oferecidos pelo CIEE. Hoje, ela está atuando em uma empresa parceira através do programa de aprendizagem Jovem Aprendiz”, ressalta.

Na manhã desta quinta-feira (13), no encerramento da campanha, Liviane foi reconhecida com um prêmio, durante uma mesa de debates sobre Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil no Estado do Amazonas, realizada no auditório do Fórum Cível Des.ª Euza Maria Naice de Vasconcelos.

O Dia Mundial contra o Trabalho Infantil, instituído pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), é comemorado anualmente no dia 12 de junho. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quase 2,5 milhões de crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos estão trabalhando no Brasil.  De 2014 a 2018, o Ministério Público do Trabalho (MPT) registrou mais de 21 mil denúncias de casos do gênero.

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: