Educa

Casos confirmados de zika no Tocantins crescem mais de 500% em 2019

De janeiro até a primeira quinzena de março deste ano, 102 casos de vírus zika foram confirmados no Tocantins, seis em gestantes.

O número representa um aumento de 538% em relação ao mesmo período do ano passado, que registrou 16 positivos.

Há ainda 746 casos prováveis, que estão sendo investigados.

Em 2018 foram 33, o que representa um crescimento de 2.161% nas notificações.

O vírus zika, assim como a dengue e a chikungunya, é uma doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti.

O gerente da Vigilância das Arboviroses da Secretaria de Estado de Saúde do Tocantins, Evesson Farias de Oliveira, atribui esse grande aumento dos casos de zika a uma maior circulação do vetor. Mas, ele também ressalta que os números de casos suspeitos fornecidos pelos municípios podem não refletir a realidade.

De acordo com Evesson, estratégias de educação e saúde estão sendo adotadas para prevenir o vírus zika, entre elas, a divulgação de filme publicitário informando a população sobre os cuidados necessários para combater o Aedes Aegypti.

Quatro municípios tocantinenses têm a maior incidência de casos de zika vírus e vão receber atenção especial da Secretaria estadual de Saúde: Tocantínia, Paraíso, Santa Tereza e Araguatins.

EBC

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: