Rebelião em presídio de Altamira (PA) deixa ao menos 57 mortos

Educa

Uma briga entre facções criminosas rivais teria sido o motivo para o início do motim. Segundo informações da polícia, 16 foram decapitados

 

Ao menos 57 detentos morreram ontem (segunda-feira, 29) em decorrência de uma rebelião no Centro de Recuperação Regional de Altamira, no sudoeste do estado do Pará. O motim teve início por volta das 7h devido a uma briga entre facções criminosas rivais, o Comando Classe A (CCA) e o Comando Vermelho (CV). Dois agentes penitenciários foram mantidos reféns, mas liberados após negociações.

Segundo o Gabinete de Gestão da Segurança Pública do Pará, foram confirmados 57 detentos mortos, sendo que 16 foram decapitados. O restante morreu por asfixia.

Dez dos 16 identificados como líderes das facções criminosas que comandaram o ato irão para o regime federal, conforme tratativas realizadas entre o governador Helder Barbalho e Moro. O restante será redistribuído pelos presídios do estado.

O motim começou no Bloco A do presídio de Altamira, onde estão os presos de uma organização criminosa. Um grupo rival invadiu o anexo.

Ainda segundo o Portal do Holanda, a facção teria avisado pelo Facebook sobre o massacre. Veja a publicação:

Via Metrópoles e Portal do Holanda

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: