Educa

Acidentes envolvendo energia elétrica sobem em 2018

Setor com maior número de casos é a construção civil

O número de acidentes envolvendo energia elétrica subiu no Brasil em 2018, totalizando 891 contra 863 registrados no ano anterior. O número de episódios com mortes também cresceu, indo de 252 para 271 no mesmo período. Os dados foram apresentado pela Associação Brasileira dos Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), em entrevista coletiva hoje (5), em Brasília.

Na evolução histórica, o aumento dos casos vem ocorrendo desde 2016, após anos de queda dos números anuais. Em 2007, ocorreram 942 incidentes desse tipo. O número foi caindo até chegar a 772 em 2016, quando voltou a subir, atingindo os 891 de 2018. No caso dos acidentes com morte, o movimento foi semelhante, mas com variação menor. Chegou a 327 em 2007, descendo para 240 em 2016 e voltando a subir até os 271 acidentes em 2018.

O setor com mais casos foi o da construção civil, como contato ou rompimento de cabos no uso de caçambas e guindastes. Na realização de obras diversas, os incidentes envolvendo postes e a fiação elétrica subiram de 64 para 89 entre 2014 e 2018. Segundo a Abradee, esse fenômeno está relacionado à ampliação de obras menores.

“Antes tinha empresas mais estruturadas, com áreas de segurança no trabalho. Hoje temos visto uma ampliação nas obras, muitas vezes, com execução de pessoas sem o devido treinamento e sem supervisão”, disse o presidente da entidade, Marcos Aurélio Madureira.

Diferentemente dos incidentes em atividades relacionados à construção civil, em outros tipos de prática, houve redução entre 2014 e 2018. Nesse grupo estão ocorrências com cabos energizados no solo (queda de 53 para 20 episódios), com ligações elétricas clandestinas (24 para 12), podas de árvore (13 para 11).

Prevenção e combate
Os números evidenciam a necessidade de medidas para prevenção e combate aos acidentes e a mortes decorrentes deles. Para atuar nesse sentido, esta foi escolhida como Semana Nacional de Segurança com Energia Elétrica. Até domingo (11), distribuidoras, reguladores e outras organizações do setor pretendem desenvolver ações com vistas a conscientizar a população sobre os riscos desse tipo de incidente.

Entre as ações estão palestras em escolas e centros comunitários, inserção de materiais explicativos em contas de luz e divulgação de peças publicitárias em meios de comunicação. Cartazes produzidos para a Semana vão ilustrar situações cotidianas onde há alguma chance de choque ou outro problema mais grave, caso não haja o cuidado devido.

Segundo a Abradee, o objetivo das ações é esclarecer especialmente as pessoas que não conhecem os problemas de um acidente envolvendo energia elétrica. “Os riscos estão em atitudes como instalação de antenas de TV, reformas de casa e prédios, corte de árvores próximo à rede elétrica e empinar pipas. Fatalidades ou mutilações não são esperadas pelas pessoas por não conhecerem os riscos”, alertou o diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) Sandoval Feitosa.

EBC

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: