Educa

Jovens qualificados pelo SENAI Amapá garantem inserção no mercado de trabalho

Macapá – Profissionais qualificados são mais reconhecidos no mercado de trabalho, e o que pesa na hora da contratação é a comprovação de cursos e experiência. Para constatar esse fato, depois de estudar no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) do Amapá e receber a certificação do curso Construtor de Edificações, seis jovens com faixa etária entre 20 e 23 anos, conquistaram o primeiro emprego. Elas estão desenvolvendo suas atividades na Marmoraria Amazônia, em ocupações que até pouco tempo eram consideradas masculinas.

De acordo com a Relação Anual de Informações Sociais (Rais), divulgada pelo Ministério do Trabalho, ano passado, a participação das mulheres no mercado cresceu 3,89%. Com isso, elas passaram a representar 42,47% da força de trabalho no país. A prova é o aumento do número de alunas em cursos de qualificação profissional ofertados pelo SENAI voltados para a construção civil e mecânica industrial.

Atenta e de olho nas oportunidades de emprego, Eulália dos Santos, 22 anos, contou que desde os 15 anos ajuda os tios nos canteiros de obras e à medida que foi crescendo surgiu a vontade de se aperfeiçoar, mesmo sabendo que a área ainda é dominada por homens. “Aproveitei muito os conhecimentos adquiridos no curso e me destaquei como uma boa aluna. No ano passado, nossa turma veio fazer uma visita à marmoraria, então quando surgiu essa oportunidade de passar 90 dias em treinamento fui uma das convidadas a participar. Estou trabalhando há 20 dias e a cada dia aprendo mais, minha expectativa é ser efetivada na empresa”, pontuou Eulália.

O proprietário da empresa instalada em Macapá há 40 anos, Emanuel Pereira, disse que está satisfeito com os resultados apresentados pelas novas contratadas “Elas estão adquirindo experiência, mas o que pesou para a contratação foi a boa formação. Além disso, o jeito com que as mulheres lidam e dão acabamento nas pedras de mármore e granito é bem mais cuidadoso e preciso. O ambiente de trabalho fica mais harmônico com a presença delas e na finalização dos detalhes, elas são melhores que os homens”, frisou Emanuel Pereira.

O instrutor do curso, Carlos Santiago, comemorou o bom desempenho das jovens e destacou que o SENAI acompanha o desempenho de seus ex-alunos. “Dessa forma temos um panorama real dos egressos no mundo do trabalho e mensuramos se os cursos estão em sintonia com os avanços tecnológicos e com as novas formas de gestão. Para nossa instituição é muito importante contribuir efetivamente para a indústria com a formação dos trabalhadores”, pontuou.

Banco de talentos

O SENAI Amapá possui uma plataforma digital – Talentos da Indústria – direcionada a pessoas interessadas em trabalhar. Por meio do cadastro do currículo são fornecidas informações, que posteriormente são cruzadas com a necessidade de mão de obra apontada pelas empresas. Quem possuir o perfil solicitado é selecionado para uma entrevista. A ferramenta também apresenta aos cadastrados, as empresas que mais contratam ou que remuneram mais na região. Para saber mais informações sobre o Banco de Talentos, basta entrar em contato pelo número 3084-8972.

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: