Educa

Enterro do corpo da menina Agatha é marcado por comoção e indignação

O enterro do corpo da menina Agatha Vitória Sales Félix, de apenas 8 anos, foi marcado por indignação e comoção, na tarde deste domingo (22), no cemitério de Inhaúma, zona norte do Rio.

Agatha foi atingida nas costas por um tiro de fuzil dentro da Kombi em que viajava, no Complexo do Alemão, na noite de sexta-feira (20).

“Ela está no céu, que é o lugar que ela merece”, disse o avô da menina, ao lado de outros parentes, todos inconsoláveis.

O cortejo até o cemitério reuniu uma pequena multidão.

“A polícia matou um inocente. Não teve tiroteio nenhum. Foi dois disparos que ele deu. É mentira!”, gritava, muito abalado, um homem que seria o motorista da Kombi. Ele teria visto um policial atirando e ajudado a socorrer a menina.

No velório, outras pessoas contestaram a versão oficial da Polícia Militar, de que Agatha teria sido ferida num confronto entre policiais e criminosos.

“Quem matou foi o Estado”, dirigiu-se um homem a jornalistas, sem se identificar.

“Não houve confronto”, completou outro.

Veja íntegra no Hoje Em Dia

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: