Filme “Promessa em Azul e Branco”, de Zienhe Castro, retorna às telas neste sábado (5), em Belém

Educa

Inspirado em conto de Eneida de Moraes, filme será exibido no auditório do Sesc Ver-o-Peso, às 18h, com entrada gratuita. Após a sessão haverá bate-papo sobre a vida e obra de Eneida, com a diretora Zienhe Castro e os convidados, Prof. Paes Loureiro. Profa. Luzia Miranda Alvares e Profa. Eunice Ferreira dos Santos.

Após o lançamento em meio ao Círio de 2013, em Belém, o filme “Promessa em Azul e Branco”, da paraense Zienhe Castro, retorna às telas no próximo sábado (5), às 18h, no auditório do Sesc Ver-o-Peso para homenagear a autora paraense Eneida de Moraes, que completaria 115 anos de nascimento no dia 23 de outubro. O filme é baseado em conto de mesmo título da autora. Antes da sessão do curta-metragem será exibido o projeto de minicurtas doc “Promessas que fizeram para mim”. Após a sessão haverá bate-papo sobre a vida e obra de Eneida com a diretora Zienhe Castro e os convidados o professor e poeta Paes Loureiro, professora Luzia Miranda Alvares e professora Eunice Ferreira dos Santos.

O curta mostra o lamento de Eneida, aprisionada entre seus vestidos, numa estranha imposição da família que a afasta das roupas multicores. O que pode parecer um problema ingênuo, infantil, ganha contornos profundos na abordagem delicada da escritora, característica estendida ao filme de Zienhe. “Quando estava estudava cinema no Rio, iniciei uma pesquisa sobre artistas mulheres do Pará. A intenção era lançar luz sobre mulheres pouco reconhecidas, que haviam se expressado por meio de alguma linguagem artística e contribuído efetivamente com o fomento e a difusão da cultura paraense. Fiquei apaixonada pela escrita simples e ao mesmo tempo carregada de emoção de Eneida de Moraes”, revela a cineasta.

Na adaptação, Eneida é interpretada por duas atrizes em dois períodos diferentes: Isabela Caprário de Oliveira, que vive Eneida aos oito anos, e Ana Paula Costa Augustinho, aos 14. Ambas mostram como a personagem padece, pois só pode usar azul-claro e branco nas roupas até completar 15 anos. A razão é uma promessa feita pela avó (interpretada pela catarinense Emery Maria) à Nossa Senhora de Nazaré, pela recuperação de seu pai doente (o paraense Cláudio Barros). A paraense Cei Melo completa o elenco principal, no papel de mãe da protagonista.

Sobre o filme

Presença constante na literatura de Eneida de Moraes, Belém serviu de pano de fundo de sua obra, de caráter fortemente autobiográfico, “Promessa em Azul e Branco” foi contemplado pelo Edital do Ministério da Cultura para curta-metragem em 2010. “Promessa em Azul e Branco” – que foi selecionado para uma sessão de mercado na Mostra Short Film Corner do Festival de Cannes 2013 – é seu primeiro exercício na direção de uma ficção. O curta-metragem, inspirado em conto homônimo de Eneida de Moraes, foi selecionado pelo 12º FICI – Festival Internacional de Cinema Infantil e concorreu ao Prêmio Brasil de Cinema infantil na categoria “melhor filme” da Mostra Teen em 2014, no Rio de janeiro. As exibições da Mostra TEEN – FICI circularam por quatro capitais brasileiras: São Paulo; Salvador; Aracaju e Natal.

Sobre Eneida de Moraes

Eneida de Villas Boas Costa de Moraes, jornalista e escritora paraense, nasceu em Belém do Pará em 23/10/1904.  Em 1930, fixou residência no Rio de Janeiro, onde faleceu em 27/04/1971.  Transitando em redutos considerados masculinos – a redação de jornais, a publicação de livros e a célula partidária – Eneida contestou os padrões instituídos ao papel feminino de sua época. Presa em 1935, por defender principalmente a inclusão social, é mandada para a Casa de Correção do Rio. Sua passagem por lá despertou a curiosidade do escritor Graciliano Ramos. Preso, também, por causa de suas ideias políticas, ele indagava aos amigos “Quem é aquela mulher de voz forte e poderosa?”. O interesse se transformou em admiração e rendeu a Eneida a imortalidade no livro “Memórias do Cárcere”. Eneida escreveu “Terra verde”, “O Quarteirão, Paris e outros sonhos”, “Sujinho da Terra”, “Cão da Madrugada”, “História do carnaval carioca” e “Aruanda”, entre outros títulos.

Serviço:

Exibição do filme “Promessa em Azul e Branco”, da paraense Zienhe Castro Celebração do aniversário de Eneida de Moraes Sábado (5), às 18h

Sesc Ver-o-Peso (Boulevard Castilhos França, 522 – Campina)

Entrada gratuita

 

Assista o trailer:

 

SINOPSE ‘PROMESSA EM AZUL E BRANCO’:

“Promessa em Azul e Branco” é um filme livremente inspirado no conto homônimo da escritora paraense, jornalista e militante política Eneida de Moraes (1904-1971). Na trama, Eneida é uma menina de oito anos que teme quebrar uma promessa de família e toma para si a responsabilidade da felicidade de todos ao seu redor. Mas, no íntimo, para sua própria vida, ela prefere mesmo o conforto e a segurança dos sonhos. Lançando mão de uma narrativa sutil, que revela e descreve de forma simples e lúdica os conflitos e inquietudes de cada personagem e os pequenos desejos e sonhos da vida de cada um, “Promessa em Azul e Branco” é uma história para quem gosta de ler nas entrelinhas desse mundo de sonhos e fantasias. Em 2013 foi selecionado pelo Festival Internacional de Cinema Infantil de Florianópolis, na categoria melhor curta, selecionado première na Mostra Short Film Corner do Festival de Cannes 2013, e no Festival Internacional de Filme Infantil – FICI na categoria melhor curta.

FICHA TÉCNICA

‘Promessa em Azul e Branco’ é vencedor do Edital do MinC para curta-metragem em 2010

Realização/Patrocínio: SaV/ Ministério da Cultura

Co-patrocínio: Banco da Amazônia

Produção: ZFILMES

Co-produção: Novelo Filmes

Apoio Cultural (Belém): Y.Yamada /Lei Semear, Instituto Culta da Amazônia

Direção: Zienhe Castro (PA)

Roteiro Adaptado: Adriano Barroso (PA)

Versão final do roteiro: Novelo Filmes e Zienhe Castro

Produção Executiva: Zienhe Castro e Carol Gesser

Direção de Fotografia: Marx Vamerlatti

Preparador de Elenco: Claudio Barros (PA)

Direção de Arte: Coletivo Margot

Figurino: Ana Miranda (PA)

Som direto: Gustavo Souza

Montagem: Cíntia Domit Bittar

Trilha Sonora Original: Cincinato Marques Júnior

Elenco principal: Isabela Caprário e Ana Paula Costa, Claudio Barros e Cei Mello

Elenco de apoio: Emery Maria, Júlia Von Hertwig e Agnes Rech Teixeira, Luiza Gonzaga Brito, Rita Regina Lubaszewski, Carol Gesser Luiz Henrique Cudo, Licia Brancher, Chico Caprário, Paulo Vasilescu, Everson Adilio Candido, Gringo Starr.

Censura: Livre

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: