AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Exposição coletiva marcará reabertura da Galeria Trokkal

A Galeria Trokkal, localizada na Praça Veiga Cabral, será reaberta no dia 8 de outubro, a partir das 19h. Para comemorar o momento, a Fundação Municipal de Cultura (Fumcult) preparou a exposição coletiva “Nosso lugar”, com a participação de vários artistas, estilos e técnicas das artes visuais de Macapá.

O espaço estava fechado para pequenos reparos, que incluem pintura, iluminação cênica e manutenção no sistema elétrico e de refrigeração. A galeria dedicada às artes visuais é mais uma opção dos artistas amapaenses exporem seus quadros, fotografias, objetos, esculturas e outros projetos.

A exposição de reabertura, que também já passou pelo Senado Federal, terá obras expostas dos artistas Cláudio Muniz, Rodrigo Cid, Coaracy Fonseca, Alinne Brito, Afrane Távora, Jeriel, Jorron, Joel Sousa, Wagner Ribeiro, Grimualdo Barbosa, Alesandra Vilhena, Ecenildo, Will Cruz, Mapige Gemaque, Silvia Marília, Miguel Arcanjo, Mário D’Souza, Beto Peixe, Dekko Matos, Marconi Silva, Ernandes Melo, Naty Muniz, Célio Souza, César Cabral, Josaphat, J. Marcio, Ralfe Braga, F. Damasceno e Egidio Gonçalves.

Mestre Trokkal

A galeria homenageia Raimundo Hosana de Oliveira, conhecido como “Mestre Trokkal” – ícone e pioneiro das artes plásticas no Amapá. Nascido em 8 de maio de 1937, em Icoaracy, no Pará, Mestre Trokkal aprendeu a profissão aos nove anos, quando mudou-se com seus pais para uma casa próxima a do seu avô materno, o professor na arte cerâmica José Damião Hosana. Trokkal se dedicou a arte e aprendeu a trabalhar com argila. Aos 13 anos, havia dominado o segredo da Arte do Ceramista.

Em 1965, Trokkal foi convidado para trabalhar em Macapá, na Olaria Territorial, onde mais tarde seria gerente. Fez carreira no estado e ensinou muitas gerações. Contribuiu com a arte no estado, sendo um dos fundadores da Casa do Artesão. Participou do Festival do Platô da Guina Francesa, Bienal em São Paulo, Feiras Estaduais em Minas Gerais e no Piauí. Fez exposição no Brasil e nos Estados Unidos.

Estava aposentado da Escola de Artes Cândido Portinari, onde exercia suas funções como professor de Escultura. O artista foi homenageado pela Prefeitura de Macapá no novo projeto de revitalização da Praça Veiga Cabral, com a Galeria Mestre Trokkal. Aos 81 anos, Mestre Trokkal faleceu em 5 de setembro de 2018, deixando 11 filhos, 41 netos e 30 bisnetos. Ele deu uma contribuição imensurável para a cultura e arte do município de Macapá.

Cássia Lima

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: