Educa

Microempreendedores de Macapá ganham Unidade de negócios

Nesta sexta-feira, dia 18 de outubro, a cidade de Macapá vai ganhar uma unidade do programa de microcrédito urbano do Amazônia Florescer, em parceria com a Agência de Desenvolvimento Econômico do Amapá e Governo do Estado do Amapá. A unidade vai funcionar no SUPERFACIL espaço do empreendedor, bairro Cabralzinho, zona oeste de Macapá.

De acordo com a gerente da agência do Banco em Macapá, Joana Lima, foram convidadas para a solenidade de inauguração várias autoridades, dentre elas as secretarias de estado e o superintendente regional do Banco da Amazônia no Pará e Amapá, Luiz Lourenço. “O programa Amazônia Florescer Urbano chega a Macapá facilitando o microcrédito produtivo orientado no estado e levando crédito ao microempreendedor local”, afirmou a gestora.

O SUPERFACIL espaço do empreendedor é um sistema integrado de atendimento ao cidadão, que tem o objetivo de proporcionar a sociedade um alto padrão de atendimento com qualidade e eficiência, concentrando em um único espaço físico a prestação de diversos serviços públicos essenciais, viabilizando a diminuição de tempo e custo.

O programa Amazônia Florescer Urbano possibilitará o acesso ao crédito solidário pelos empreendedores populares do Amapá. Atualmente, o programa já se encontra em funcionamento nos estados do Pará, Acre, Rondônia, Roraima e Amazonas. A operacionalização do Amazônia Florescer ocorre em parceria com a Amazoncred, uma organização da sociedade civil, especializada em microcrédito, que dispõe de profissionais treinados para atuar com a metodologia de Microcrédito Produtivo Orientado, que consiste no atendimento ao tomador final dos recursos, realizando levantamento socioeconômico e prestando orientação educativa sobre o planejamento do negócio, para definição das necessidades de crédito e de gestão voltadas para o desenvolvimento do empreendimento.

Segundo a coordenadora de Pessoas Físicas e Microcrédito Produtivo Orientado (MPO) do Banco, Lorena Martins, o Amazônia Florescer fortalece do Banco da Amazônia como principal agente de desenvolvimento da região Amazônica. “Sua missão é proporcionar aos empreendedores urbanos e rurais da Amazônia Legal, o acesso aos serviços microfinanceiros, com metodologia diferenciada, possibilitando-lhes o fortalecimento de suas unidades produtivas com geração de emprego e renda”, explicou.

Nesses 12 anos do Programa Amazônia Florescer, na zona urbana, o Banco da Amazônia investiu mais de R$ 592 milhões nos estados onde atua. Ao todo, foram atendidas mais de 320 mil pessoas, sendo que se encontram ativos mais de 27 mil clientes. “Com o objetivo de ampliar o atendimento em toda a Região Norte, em outubro será implantada unidade em Macapá e em Araguaína, no Tocantins”, revelou Lorena.

Acesso ao programa

Para participar do Amazônia Florescer, o empreendedor precisa residir ou trabalhar no bairro e ter uma atividade há pelo menos um ano, idade mínima de 18 anos, além de apresentar cópias do CPF, RG e comprovante de residência.

No programa é possível obter capital de giro para compra de insumos, matéria-prima e mercadorias. O prazo para pagamento é de até 12 meses, com taxa de juros compatíveis ao mercado de microcrédito. Quanto à garantia, é exigido o aval solidário.

Até o final deste ano, uma novidade. O Banco vai lançar uma ferramenta digital para expandir o programa: o aplicativo do Amazônia Florescer para os clientes, que deverá melhorar o acesso ao financiamento de atividades empreendedoras populares na Região Amazônica. Mais detalhes estão no site www.bancoamazonia.com.br.

Serviço:

Data: 18 de outubro – sexta-feira

Horário: Às 9 horas

Local: SUPERFACIL – Espaço do Empreendedor – Rodovia Duca Serra, Km 3, nº 887, bairro Cabralzinho, Macapá – AP.

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: