EUA: mais de mil pessoas podem ter sido mortas em protestos no Irã

Educa

NHK* Washington

O representante especial dos Estados Unidos (EUA) para o Irã, Brian Hook, declarou que mais de mil pessoas podem ter sido mortas nos recentes protestos ocorridos no Irã, contra o aumento do preço do petróleo, decidido pelo governo no mês passado.

Nessa quinta-feira (5), Brian Hook disse à imprensa que o governo obteve um vídeo mostrando o Corpo da Guarda Revolucionária Islâmica disparando metralhadoras contra manifestantes, em uma cidade no sudoeste do país.

Ele informou que existem relatos de que cerca de 100 pessoas morreram no incidente, e que centenas de outras foram mortas dentro e em volta da capital do país, Teerã. Acrescentou que as mortes podem ter chegado a mais de mil desde o início dos protestos.

O Departamento de Estado não divulgou o vídeo dos confrontos. Ele disse que a estimativa do número de mortos se baseia em vídeos e informações provenientes de grupos independentes.

*Emissora pública de televisão do Japão

EBC

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.