Coronavírus: Itália e países vizinhos manterão fronteiras abertas

A decisão ocorreu durante reunião de emergência em Roma

A Itália e países vizinhos concordaram em manter suas fronteiras abertas, apesar do alastramento do novo coronavírus no norte do território italiano.

Na terça-feira (25), o ministro da Saúde da Itália, Roberto Speranza, conversou com repórteres após uma reunião de emergência em Roma. O encontro contou com a presença dos ministros da Saúde da Itália e de países vizinhos, tais como França e Áustria.

Veja também:

Resultado da inscrição para Fies e P-Fies está previsto para esta quarta, dia 26

Coronavírus: ministro da Saúde descarta restrição a voos e cruzeiros

Speranza declarou que todos os países compartilharam o ponto de vista de que o fechamento das fronteiras seria inapropriado. Ele também disse que todos estão comprometidos a manter as fronteiras abertas.

O ministro acrescentou que os participantes da reunião vão cooperar uns com os outros por meio do intercâmbio de informações sobre o alastramento do vírus.

Vários casos de infecção foram confirmados na Lombardia, no norte da Itália, desde a sexta-feira. Já o número de casos em todo o país chega a 322, incluindo 10 mortes.

EBC

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.