Educa

Netflix vai reduzir qualidade da transmissão no Brasil

Objetivo é evitar sobrecarga na rede por conta da crise do coronavírus

O alto número de acessos à Netflix por conta do confinamento fez com que o serviço de streaming divulgasse que irá reduzir a qualidade da transmissão no Brasil. O objetivo da prática, segundo o Estadão, é evitar a sobrecarga de redes.

Adotada na União Europeia na última semana, a medida começou a ser posta em prática no País na noite de segunda-feira (23) e chegará a todos os usuários do serviço no território nacional em no máximo dois dias.

Veja também:

Coreia do Sul registra 100 novos casos de coronavírus

Terremoto de 7,5 graus atinge as ilhas Curilas, na Rússia

Segundo comunicado da empresa, porém, não haverá restrição quanto a transmissão em determinadas resoluções – usuários que assistem vídeos em Ultra HD (4K) ou altíssima definição (Full HD, 1080p) continuarão a ter acesso a essa qualidade de vídeo. O que a empresa fará, no entanto, é reduzir as taxas de bits utilizadas na transmissão.

“Em circunstâncias normais, fazemos diferentes transmissões simultâneas de um único título em cada resolução. O que faremos agora é remover as faixas de frequência com maior fluxo de dados”, diz Ken Florance, vice-presidente de entrega de conteúdo da Netflix, em comunicado enviado pela empresa ao Estadão.

Veja mais no Correio 24h

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.