Papa condena racismo e violência nos EUA e pede reconciliação nacional

Ele disse que violência é autodestrutiva e derrotista

O papa Francisco quebrou seu silêncio nesta quarta-feira (3) sobre os protestos nos Estados Unidos (EUA), dizendo que ninguém pode “fechar os olhos ao racismo e à exclusão”, ao mesmo tempo em que condenou a violência como “autodestrutiva e derrotista”.

Veja também:

Inscrições para Olimpíada de Astronomia e Astronáutica são prorrogadas novamente

PF prende em flagrante empresário com 900m3 de madeira ilegal em Tartarugalzinho/AP

Casos confirmados de Coronavírus ultrapassa 10.500 no Amapá

Francisco, que dedicou toda a seção em inglês de sua audiência pública semanal à situação nos EUA, implorou a Deus pela reconciliação nacional e pela paz. Ele chamou a morte de George Floyd de trágica e disse estar orando por ele e por todos aqueles que foram mortos como resultado do “pecado do racismo”.

Reuters

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: