Conheça a história de Maria Firmina, a primeira escritora mulher, brasileira e maranhense

No ápice do romantismo, onde a escrita era um privilégio apenas dos homens, Maria Firmina dos Reis, mulher, maranhense e negra lançou sua primeira obra.

Maria Eduarda

No ápice do romantismo, onde a escrita era um privilégio apenas dos homens, Maria Firmina dos Reis, mulher, maranhense e negra lançou sua primeira obra, Úrsula. Sua relevância não era atoa, seu romance abolicionista foi de extrema importância para a literatura brasileira, tornando-a pioneira no gênero.

Filha de mãe branca e pai negro, Maria Firmina dos Reis nasceu em São Luís, Maranhão, em 11 de março de 1822, registrada com o nome de um pai ilegítimo. Foi a primeira romancista mulher e negra do Brasil e do Maranhão, era muito humilde, mas com boa condição financeira, o que deu oportunidade a sua alfabetização e a cultura literária.

Veja também:

OMS esclarece que assintomáticos podem transmitir covid-19

Pesquisa mostra que 56% dos fumantes reduziram consumo na quarentena

Pesquisadores querem usar vacina da pólio no combate à covid-19

Em 1859 ela lançou sua primeira obra, Úrsula, que era nada mais, nada menos que uma crítica à escravidão através da humanização dos escravos. Úrsula foi o primeiro romance abolicionista, ela dá voz aos escravos, colocando-os em um lugar de igualdade. A história conta sobre um triângulo amoroso entre Úrsula, Tancredo e o tio de Úrsula, no entanto, o romance vai muito além disso, Maria Firmina faz questão de enfatizar a crueldade da escravidão e de colocar o ponto de vista do negro na história. Úrsula foi o primeiro livro brasileiro a se posicionar contra a escravidão.

Maria Firmina assinou o livro como “uma maranhense”, o que era uma estratégia usada pelas mulheres na época para que assim tivessem chance de expressar suas ideias, já que eram vetadas de tal ação. Era raro demais existir uma mulher escritora no século IXX, ainda mais negra, e Maria Firmina não possuía tanto conhecimento quanto os outros da classe alta.

Veja mais no site O Imparcial

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: