GDF fecha Esplanada dos Ministérios para evitar aglomerações

A avenida ficará interditada hoje e amanhã

O governador do Distrito Federal (GDF), Ibaneis Rocha, decidiu fechar hoje (16) e amanhã (17) a Esplanada dos Ministérios, principal avenida da capital e sede dos prédios administrativos do Executivo, Legislativo e Judiciários federais.

Com a medida, fica proibido o fluxo de pessoas e de automóveis na via. Só poderão circular autoridades devidamente identificadas e públicos em serviço. Quem desrespeitar a determinação pode ser punido com multa e até mesmo prisão a partir do enquadramento no delito de infração de medida sanitária, previsto no Código Penal.

Veja também:

PF apura desvio de recursos públicos nas eleições de 2018 no Amapá

Decreto Municipal autoriza retorno de circulação de 100% da frota de ônibus em Macapá

Macapá inicia retomada das atividades econômicas nesta terça-feira

Em decreto publicado em edição extra do Diário Oficial do DF, Rocha justificou a decisão por “ameaças declaradas aos Poderes constituídos” e à Cúria Metropolitana de Brasília, ameaças de manifestações anticonstitucionais e aglomerações promovidas nos últimos dias na Esplanada.

O governador foi alvo de ameaças publicadas na internet do grupo de extrema-direita autointitulado “300 do Brasil”, que organizou um acampamento e realizou atos na Esplanada em apoio ao presidente Jair Bolsonaro. As cerca de 20 pessoas permaneceram durante semanas em uma área próxima ao Congresso, e foram retirados há poucos dias pela Polícia Militar do DF.

EBC

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: