Gêmeos siameses mais longevos do mundo morrem aos 68 anos

Eles viveram cara a cara, unidos do esterno à virilha com apenas um conjunto de órgãos digestivos inferiores

Os gêmeos siameses Ronnie e Donnie Galyon, mais velhos do mundo, morreram no último sábado (4), ao 68 anos, em Ohio, Estados Unidos. Segundo os médicos, a morte foi natural. Os gêmeos também foram os mais longevos de toda a História em registro. A notícia foi divulgada no jornal Extra por Fernando Moreira.

Os filhos de Eileen and Wesley Gaylon nasceram em 28 de outubro de 1951 e saudáveis, mas passaram os dois primeiros anos em hospitais para tentar a separação.

Veja também:
Momento Espírita: Pernicioso sentimento
Amapá tem 30.004 casos confirmados, 4.429 em análise laboratorial, 17.850 pessoas recuperadas e 449 óbitos
Conheça os programas que ajudam a identificar plágio em trabalhos acadêmicos

Os gêmeos viveram cara a cara, unidos do esterno à virilha com apenas um conjunto de órgãos digestivos inferiores. Cada um deles nasceu com corações e estômagos separados e tinha seu próprio conjunto de braços e pernas.



Via Tupi FM

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: