AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Hemoap precisa com urgência de sangue O+ e B+

Os estoques estão em baixa e há necessidade de reposição para garantir o atendimento das demandas dos hospitais da rede estadual e particular do estado.

Janine Cruz

O Instituto de Hematologia e Hemoterapia do Amapá (Hemoap) está convocando doadores dos tipos sanguíneos B+ e O+. Os estoques estão em baixa e há necessidade de reposição para garantir o atendimento das demandas dos hospitais da rede estadual e particular do estado.

Atualmente, a preocupação do instituto, em especial, é manter os tipos sanguíneos B+ e O+. Além de todos os sangues negativos, que são considerados raros, pois estão menos presentes na população.

“Percebemos uma redução no número de doadores que procuram o Hemoap. E sabemos que a população está preocupada em comparecer para doação de sangue, devido à pandemia. No entanto, é preciso reforçar que tomamos todas as medidas necessárias de prevenção para evitar a propagação da covid-19 e garantir a segurança de todos”, explicou a diretora do Hemoap, Ruimarisa Martins.

A unidade atende preferencialmente por agendamento, mas também por livre demanda. Interessados devem realizar o agendamento – do dia e horário desejado – pelo site https://hemoap2.reservio.com/ ou comparecer diretamente na unidade, localizada na Avenida Raimundo Álvares da Costa, esquina com a rua Jovino Dinoá, no turno da manhã entre 7h30 e 12h.

Medidas preventivas

O atendimento no Hemoap, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, segue as orientações sanitárias para garantir a segurança dos doares e profissionais.

O tempo de permanência do doador – entre a triagem até o fim da doação – não ultrapassa uma hora. Além disso, apenas oito pessoas por vez acessam o espaço interno, onde acontece a doação, para evitar contatos físicos e aglomerações.

Veja também:
Vagas de emprego do Sine Macapá para 18 de agosto com inscrições pela web
Banco do Brasil fará concurso para atrair talentos em TI
Amapá tem 39.703 casos confirmados, 2.680 em análise laboratorial, 27.860 pessoas recuperadas e 617 óbitos

Segurança na doação

Caso o doador apresente sinais de gripe ou resfriado, o voluntário deverá realizar a doação 14 dias após o desaparecimento dos sintomas. Em caso de viagem para fora do estado nos últimos 30 dias, estarão aptos para doação após um mês da data de chegada.

Os doadores que forem até o Hemoap não devem levar acompanhantes. E precisam reforçar as orientações de lavagem das mãos e higienização com álcool em gel ou sabão.

Seja um doador

Para ser um doador precisa estar em boas condições de saúde; ter entre 16 e 69 anos (no caso de menores de idade, é necessário o acompanhamento do responsável); pesar no mínimo 50kg; e estar descansado e bem alimentado no dia da doação.

Portal do GEA AP

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: