AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

2º turno em Macapá (AP): cuidados sanitários devem ser seguidos por mesários e eleitores

Protocolo de segurança visa proteger a população do contágio pelo novo coronavírus

Neste domingo (20), as 292.718 pessoas aptas a votar em Macapá (AP) irão às urnas para escolher quem será o prefeito da cidade na legislatura 2021-2024. Tão importante quanto decidir entre os candidatos Dr. Furlan (Cidadania) e Josiel Alcolumbre (DEM) é o comparecimento de mesários e eleitores às seções eleitorais observando as normas de segurança sanitária, uma vez que o Brasil volta a registrar um aumento nos índices de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Votar com consciência e segurança foram recomendações da Justiça Eleitoral para o primeiro turno, que valem também para este domingo. Macapá é a última cidade do Brasil a realizar eleições majoritárias neste ano. Vale lembrar que o pleito ocorrerá das 7h às 10h, com atendimento prioritário aos maiores de 60 anos nas três primeiras horas de funcionamento das seções eleitorais.

Nesse contexto, é importante seguir o que está estabelecido no Plano de Segurança Sanitária para as Eleições Municipais de 2020, elaborado sob a coordenação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para diminuir os riscos de contágio pelo novo coronavírus.

Eleitores e mesários estarão sujeitos a regras simples, mas obrigatórias. Máscara de proteção facial será exigida para entrada e permanência no local de votação. Álcool em gel será disponibilizado para higienizar as mãos, antes e depois de votar. Também é recomendado ao eleitor que leve sua própria caneta para assinar o caderno de votação.

O comprovante de votação somente será fornecido mediante prévia solicitação ao mesário, antes de o eleitor entrar na cabine para votar.

Cartazes institucionais

As três máscaras faciais disponíveis para os mesários têm de ser trocadas a cada quatro horas. Cada um usará viseira plástica, além de dispor de álcool em gel (100 ml) para uso pessoal e mais frascos de álcool 70% para higienização de superfícies.

A distância mínima de um metro entre eleitores e mesários continua valendo, para não haver contato físico entre ambos. Haverá demarcação no solo para garantir o espaço desejado, e o documento de identidade deverá ser mostrado a distância ao mesário.

Para ter maior segurança sobre como agir, os eleitores podem consultar cartazes apregoados nas paredes, com orientações sobre o fluxo de votação e dicas de higiene.

Os eleitores e mesários que apresentarem febre no domingo ou que forem diagnosticados com Covid-19 nos últimos 14 dias que antecederam este segundo turno em Macapá não devem ir às seções eleitorais. Contudo, é importante que justifiquem a ausência em até 60 dias ao seu cartório eleitoral, por meio do sistema Justifica ou pelo e-Título (baixe o app na Google Play ou na App Store).

O protocolo sanitário é documento que pode ser acessado, em sua íntegra, no Portal do TSE.

Veja também:
Encceja 2020: está aberto período para solicitações de isenção da inscrição
4 Maneiras Comuns Para os Alunos Evitarem a Detecção de Plágio
Em Ação Penal do MP-AP, réu de feminicídio vai a júri popular no município de Santana

1° turno

Sem nenhum incidente, no primeiro turno das Eleições 2020 em Macapá, houve o comparecimento de 217.161 (74,19%) eleitores. O número de abstenções (75.557) correspondeu a 25,81% do eleitorado. Os votos em branco (5.740) equivaleram a 2,64% e os nulos (9.512) representaram 4,38%.

Aliás, em virtude da pandemia, pelo aplicativo Zoom, a Justiça Eleitoral do Amapá realizará do dia 16 a 18 de dezembro as cerimônias de diplomação dos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores dos 15 municípios do Amapá eleitos no dia 15 de novembro. Já o vencedor da disputa para a Prefeitura de Macapá deverá ser diplomado até o dia 30 de dezembro.

Fernanda Picanço
Assessora de Comunicação
Tribunal Regional Eleitoral do Amapá

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: